ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 14º

Interior

Ministério Público pede ao Denasus que faça auditoria em maternidade

Por Nyelder Rodrigues | 31/01/2017 20:02

O MPE-MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) pediu que o Denasus (Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde) que seja realizada uma auditoria na maternidade do HU (Hospital Universitário) de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande.

O pedido faz parte dos inquéritos abertos pelo MP em 2014 e em 2015 e que apuram falhas no atendimento obstétrico na rede pública, referidas como violências, e ausência de aplicação de analgesia em procedimentos de parte normal.

A intenção da promotoria é que a auditoria seja realizada nos primeiros meses de 2017, analisando assim prontuários médicos produzidos a partir do ano de 2015. Além disso, a solicitação de averiguação serve como forma de denunciar casos de violência obstétrica ao Denasus, já que há casos com mortes perinatais evitáveis, entre outros problemas.

As investigações englobam também o atendimento do pré-natal na atenção básica, sendo que há denúncias que incluem falta de médicos suficientes para realizar os procedimentos, falta de cumprimento adequado de plantão presencial por médicos e profissionais de saúde, falta de equipamentos e medicamentos essenciais e insumos.

Outros problemas típicos da saúde pública, como ausência de leitos em quantidade suficiente e demora no atendimento prestado às gestantes também se repetem no HU douradense, segundo informa o MPE. Obras de ampliação do hospital que estão paralisadas são outro alvo da apuração.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário