A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/04/2016 13:53

Mobilização nacional ajuda atletas que perderam materiais em incêndio

Atletas e empresários do ramo já manifestaram apoio para repor materiais de boliche destruídos em incêndio ontem à noite; Confederação divulgou comunicado pedindo ajuda

Helio de Freitas, de Dourados
Parte dos fundos do boliche foi destruída por incêndio (Foto: Direto das Ruas)Parte dos fundos do boliche foi destruída por incêndio (Foto: Direto das Ruas)
Máquinas do boliche antes do incêndio (Foto: Helio de Freitas)Máquinas do boliche antes do incêndio (Foto: Helio de Freitas)
Interior do Procopiu’s Boliche, parcialmente destruído por incêndio (Foto: Divulgação)Interior do Procopiu’s Boliche, parcialmente destruído por incêndio (Foto: Divulgação)

Atletas e empresários do ramo de boliche do Brasil estão se mobilizando para ajudar jogadores douradenses prejudicados pelo incêndio que na noite de ontem (11) destruiu parcialmente o Procopiu’s Boliche, em Dourados, a 233 km de Campo Grande. A maior preocupação é repor materiais usados para a prática esportiva, perdidos no incêndio.

Pelo menos 20 atletas douradenses perderam materiais esportivos que estavam guardados nos fundos da casa comercial, parte mais atingida pelo incêndio.

Foram perdidos sapatos específicos para o esporte, bolas, bolsas, luvas e outros materiais, todos importados e de alto custo. Para se ter uma ideia, uma bola para competição custa em torno de R$ 1 mil e cada jogador tem o mínimo três. No Brasil existem apenas quatro fornecedores de materiais de boliche – 100% do material vem dos Estados Unidos.

Logo cedo, no grupo de WahatsApp que reúne atletas de boliche do país inteiro, o jogador veterano Décio Abreu, dono do boliche de Belo Horizonte (MG), se dispôs a ajudar o douradense Rodrigo Marques, 19, que perdeu todo seu material de jogo.

Em seguida, outros atletas, principalmente de Minas, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília também se mobilizaram e ofereceram ajuda. John O'Donnell Jr., atleta, sócio proprietário de dois centros de boliche no Rio e representante de uma das maiores fornecedoras de materiais do mundo, informou que vai doar dez bolas e reunir outros atletas da cidade para ajudar.

Confederação divulga nota – Através da assessoria de imprensa, a CBBOL (Confederação Brasileira de Boliche) divulgou uma nota sobre o caso e pediu apoio aos douradenses.

“Na noite de ontem (segunda), um incêndio arrasou com o Procopiu's, em Dourados, sede dos torneios e local de treinamento do Clube de Boliche Dourados. O CBD faz o melhor trabalho de um clube de boliche fora das capitais do país e é uma referência no nosso esporte. Mantém disputas regulares, forma jogadores – como o jovem Rodrigo Marques, um dos melhores do Brasil na atualidade – e leva o nome da cidade e do estado ao pódio de diversas competições”, afirma a nota.

Segundo a CBBOL, “a comunidade bolicheira, como uma família, já está se mobilizando para ajudar os atletas douradenses, mas é fundamental que alcancemos possíveis parceiros para ajudar na manutenção de um trabalho tão digno em prol do esporte”, diz a nota assinada pelo jornalista Marcio Menezes, assessor de imprensa da confederação.

Presidente da federação lamenta – Ao Campo Grande News, o presidente da FBolMS (Federação de Boliche de Mato Grosso do Sul), Francisco Bonacina, lamentou o incêndio e pediu união para a reconstrução do esporte em Dourados.

“Lamento o acontecido dentro de nossa casa de boliche, mas temos que agradecer a Deus, pois não teve vidas envolvidas. Danos materiais são reparáveis. Todos os que gostam desse esporte foram prejudicados, perdemos o material, mas o proprietário e funcionários perdem muito mais. Com muita cautela temos de procurar ajudar na medida do possível. Estive com o Jairo hoje às 9h, está abalado. Por fim vamos nos unir ainda mais”, afirmou o dirigente.

Destruição – Fotos que circularam em grupos de WhatsApp mostram a destruição na parte dos fundos do boliche de Dourados. No período da manhã, o proprietário Jairo Martins e funcionários foram ao local para fazer um levantamento, mas o comerciante não falou com jornalistas. Também não foi possível confirmar se o comércio estava segurado.

A amigos, Jairo confidenciou que vai reformar o local e trocar as pistas danificadas pelo incêndio. O Procopiu’s funciona na Avenida Weimar Gonçalves Torres desde 2002.

Bombeiro – O setor de relações públicas do Corpo de Bombeiros informou que uma nota sobre o incêndio só deve ser divulgada nesta quarta-feira (13).

Quatro viaturas foram usadas para controlar o incêndio e o trabalho só terminou no início da madrugada. Foram pelo menos 25 mil litros de água utilizados para apagar as chamas e impedir que o fogo se alastrasse para estabelecimentos comerciais vizinhos.

Bombeiros usaram 25 mil litros de água para controlar incêndio (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Bombeiros usaram 25 mil litros de água para controlar incêndio (Foto: Sidney Bronka/94 FM)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions