ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Mulher recusa tratamento de covid-19 e vira caso de polícia

O município com pouco mais de 12 mil habitantes já registrou duas mortes pela doença e confirmou 48 casos

Por Viviane Oliveira | 21/07/2020 07:37
Fachada do Hospital Doutor Júlio César Paulino Maia (Foto: divulgação/prefeitura) 
Fachada do Hospital Doutor Júlio César Paulino Maia (Foto: divulgação/prefeitura)

O Hospital Doutor Júlio César Paulino Maia procurou a Polícia Civil na noite de ontem (20) após uma paciente de 42 anos com quadro clinico positivo para covid-19 recusar tratamento. O caso aconteceu em Brasilândia, distante 355 quilômetros de Campo Grande. O fato foi registrado como preservação de direito.

Conforme boletim de ocorrência, registrado por uma enfermeira da unidade, de 50 anos, a paciente procurou a unidade e relatou que vinha sentindo há pelo menos 16 dias sintomas como falta de ar, insônia, ansiedade, agonia, sensação de aperto no peito e mal-estar. A mulher passou por consulta, foi submetida a exame de raio-X e na sequência recebeu nova avaliação médica.

Foi recomendado, então, pela equipe médica que a paciente testada positiva para a doença ficasse internada na unidade. Porém, a mulher recusou tratamento recomendado e foi embora. O município com pouco mais de 12 mil habitantes já registrou duas mortes pela doença e confirmou 48 casos, segundo dados do boletim divulgado ontem pela Secretária Estadual de Saúde.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário