A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/01/2016 09:27

Nível do rio continua baixando e famílias começam a voltar para casa

Liana Feitosa
No último dia 15, quinta-feira, rio Aquidauana chegou a 9,34 metros, portanto, hoje, apresenta queda de 1,57 metro no volume de água. (Foto: Fernando Antunes/ Arquivo)No último dia 15, quinta-feira, rio Aquidauana chegou a 9,34 metros, portanto, hoje, apresenta queda de 1,57 metro no volume de água. (Foto: Fernando Antunes/ Arquivo)

Os rios que registraram cheia na última semana, e que passam por Mato Grosso do Sul, continuam apresentando queda em seu nível. Ontem (18), o rio Aquidauana baixou de 8,40 metros de ontem (18), para 7,77 metros hoje (19). O nível normal desse manancial é de 3 metros.

No último dia 15, quinta-feira, o rio chegou a 9,34 metros, portanto, hoje, apresenta queda de 1,57 metro no volume de água. Segundo a Defesa Civil do município, algumas famílias já estão retornando para casa.

No entanto, o órgão não tem esses números atualizados porque o retorno está sendo gradativo e depende de liberação da Secretaria Municipal de Saúde que, através da Vigilância Sanitária, ordena a dedetização das residências alagadas.

Rio Verde - A 207 quilômetros de Campo Grande, em Rio Verde, 46 pessoas continuam fora de casa devido ao aumento do nível do rio, sendo seis famílias desabrigadas e oito desalojadas. No entanto, de acordo com a Defesa Civil, o nível das águas já baixou e voltou ao índice normal.

Coxim - Em Coxim, a 260 quilômetros de Campo Grande, o rio Taquari chegou a 5,30 metros no sábado (16) à noite, mas também baixou e, agora, está em 4,63 metros. As 10 famílias desalojadas e a única desabrigada continuam fora de casa.

Vigilância Sanitária realiza dedetização das residências alagadas para serem liberadas para retorno de famílias. (Foto: Fernando Antunes / Arquivo)Vigilância Sanitária realiza dedetização das residências alagadas para serem liberadas para retorno de famílias. (Foto: Fernando Antunes / Arquivo)

No entanto, a partir das 9h de hoje, a Defesa Civil começa a vistoriar as residências e região ribeirinha para verificar a possibilidade de retorno das famílias às casas.

Já o rio Miranda continua em alerta, mas o volume baixou de 7,51 metros ontem para 7,45 metros hoje. Esse rio atingiu seu pico de 7,57 metros no sábado (16), às 19h, configurando a 4ª maior cheia em 51 anos, ultrapassando a de 2011, segundo o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Dois Irmãos - Em Palmeiras, distrito de Dois Irmãos do Buriti, o rio Aquidauana também começou a baixar e, ontem, marcou 5,24 metros ontem, às 08h30. Hoje, já está em 4,69 metros, uma diminuição de 55 centímetros.

Nessa região, o nível chegou a 7 metros, desabrigando 3 famílias e desalojando outras 18. Segundo a Defesa Civil da cidade, casas já estão sendo dedetizadas para o retorno às residências.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions