A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

11/01/2016 07:53

Nova Ceasa vai escoar produção de 40 municípios no sul do Estado

Caroline Maldonado
Secretário de Estado de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas e o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini, se reuniram com deputado federal Zeca do PT para discutir instalação de Ceasa (Foto: Divulgação/Sepaf)Secretário de Estado de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas e o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini, se reuniram com deputado federal Zeca do PT para discutir instalação de Ceasa (Foto: Divulgação/Sepaf)

O município de Dourados, a 233 quilômetros de Campo, vai sediar a segunda Ceasa (Central de Abastecimento de Alimentos) do Estado. O prédio será construído as margens da rodovia BR-163 e a menos de 200 metros da BR-376, importante rodovia para o escoamento de produtos. Segundo a Sepaf (Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar), a prefeitura doou o terreno e agora o Governo do Estado busca outras parcerias para a instalçao da central, que vai atender 40 municípios.

A área avaliada em R$ 742.129 fica no Núcleo Colonial da cidade. A central será construída em um terreno de 41.229,40 m². As informações foram divulgadas após reunião entre o diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), Enelvo Felini, o secretário de Agricultura Familiar e Economia Solidária de Dourados, Landmark Rios e o coordenador de Aquicultura e Pesca do Município, Rubens Moreira Júnior, na semana passada.

“A nova Ceasa terá um caráter regional, pois através dela será possível atender mais de 40 municípios. Maracaju, por exemplo, terá a opção de negociar seus produtos em Campo Grande ou Dourados. Mas cidades como Douradina, Itaporã, Laguna Carapã, Fátima do Sul, Jateí, Caarapó e Ponta Porã terão na Ceasa de Dourados a referência para comercialização em termos de custo benefício com tempo e transporte dos produtos”, explicou o secretário Landmark.

As parcerias para começar a construção serão feitas pela Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), vinculada a Sepaf. Não foi divulgada previsão de data para início das obras. O secretário de Estado de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas e o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini, se reuniram, na semana passada, com o deputado federal Zeca do PT para discutir o assunto, pois o parlamentar tem entre suas prioridades a bandeira da agricultura familiar.

Dos produtos vendidos na Ceasa, 85,51% são de outras regiões do país. Os agricultores do Estado não dão conta de produzir e comercializar frutas, verduras e legumes suficientes para o consumo interno. A nova central pode ajudar a mudar este cenário ao facilitar a logística de diversas famílais que têm vontade de expandir a produção, mas não têm recurso suficiente para transportar as frutas e hortaliças até a Capital, onde está a única Ceasa de Mato Grosso do Sul.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions