ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Novo acesso a Piraputanga e Camisão completa estrutura turística até Bonito

Distritos de Aquidauana terão asfalto importante para desenvolvimento de lazer na região pantaneira

Por Gabriela Couto | 26/01/2022 15:10
Morros da Serra de Maracaju acompanham o viajante na MS-450 que será asfaltada. (Foto: Henrique Kawaminami)
Morros da Serra de Maracaju acompanham o viajante na MS-450 que será asfaltada. (Foto: Henrique Kawaminami)

A nova rota turística da região sudoeste do Estado, que irá reduzir cerca de 80 km entre Campo Grande e Bonito, promete ser um novo caminho para o ecoturismo em Mato Grosso do Sul, com trechos que passam pelos distritos de Piraputanga e Camisão, em Aquidauana.

Antes de chegar ao trecho conhecido como “Estrada do 21”, na MS-345, o governo do Estado está asfaltando nova ligação entre os distritos de Palmeiras, Piraputanga e Camisão. As obras significam um importante impacto econômico para esta rota turística. As localidades já são ligadas por asfalto a partir da BR-262 até Palmeiras.

Veículo trafegando pela estrada ainda sem asfalto. (Foto: Henrique Kawaminami)
Veículo trafegando pela estrada ainda sem asfalto. (Foto: Henrique Kawaminami)

“Esse novo acesso ali será uma rota turística ligando a BR 262 até a MS-450. É importante para a comunidade e para o turista. É um novo acesso que reflete o investimento do governo do Estado nesse fluxo turístico de Campo Grande, passando por Aquidauana, Anastácio e indo para Bonito, passando por Camisão e Piraputanga”, ressalta o secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel.

Ele revelou ainda que a pasta já realiza um estudo para o projeto de asfaltamento ao acesso de um dos pontos mais conhecidos pelos sul-mato-grossenses, o Morro do Paxixi. A reportagem do Campo Grande News fez o percurso na estrada de chão, que é conhecida popularmente como "estrada da Pousada Sol Amarelo", por conta do empreendimento que leva este nome e promove turismo rural à beira do Rio Aquidauana.

Morro da Serra de Maracaju ao fundo do Rio Aquidauana. (Foto: Henrique Kawaminami)
Morro da Serra de Maracaju ao fundo do Rio Aquidauana. (Foto: Henrique Kawaminami)

No caminho, o espetáculo das belezas naturais da Serra de Maracaju. Paredões enormes acompanham o viajante. O trecho da MS-450 aparece no GPS como principal caminho até chegar na Pousada do Sol Amarelo. São 8 km de estrada de chão que serão transformados com investimento de R$ 705.112,87. Os recursos são oriundos do Fundersul e o trabalho será executado pela RR Construção Civil.

Para a população local, será um acesso crucial para o conforto de todos que decidem optar pelo caminho até Aquidauana, sem passar pela Estrada Parque. A expectativa é que o fluxo de turistas deva aumentar significativamente nos próximos meses, com o lançamento da novela Pantanal, que foi gravada na região. Além disso, os locais disponíveis para passeios rurais são mais próximos da Capital e possuem valores mais em conta do que Bonito. A visitação até o Morro do Paxixi, por exemplo, é gratuita. Na região, ainda há uma rede de restaurantes com pratos de peixes frescos no cardápio.

Vista aérea do Morro do Paxixi. (Foto: Gabriela Couto)
Vista aérea do Morro do Paxixi. (Foto: Gabriela Couto)

Para a gerente da Pousada Sol Amarelo, Elida Noé, 42 anos, a facilidade do acesso até o empreendimento irá garantir uma redução de 3 km de distância para o único caminho asfaltado até o local neste momento. “Vai facilitar muito para os turistas. Porque quando chove, alaga a estrada de chão e dificulta muito o acesso. O que é ruim, fica pior ainda. Com o asfalto, também vamos fazer a ampliação da pousada e a reforma dos apartamentos.”

Gerente da Pousada do Sol Amarelo, Elida Noé. (Foto: Henrique Kawaminami)
Gerente da Pousada do Sol Amarelo, Elida Noé. (Foto: Henrique Kawaminami)

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias