A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

05/10/2016 10:07

Operação Parada Final cumpre seis mandados e mira empresa de vereador

Ministério Público diz que objetivo é desvendar crimes contra licitação pública e atos de improbidade administrativa na contratação de empresa de transporte escolar

Helio de Freitas, de Dourados
Gaeco cumpre cinco mandados hoje em Bela Vista (Foto: Jatobá News)Gaeco cumpre cinco mandados hoje em Bela Vista (Foto: Jatobá News)

A Operação Parada Final, deflagrada hoje (5) pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público em Bela Vista, a 322 km de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai, cumpre cinco mandados de busca e apreensão.

De acordo com a assessoria do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, o objetivo da operação é desvendar crimes contra licitação pública e atos de improbidade administrativa praticados na contratação de empresa de transporte escolar pelo Bela Vista.

A empresa pertence ao vereador Antonio Flávio Barbosa Cabral (PHS), o Pato, mas está registrada em nome de “laranja”, já que detentores de mandato eletivo são proibidos por lei de contratarem com o poder público.

O Campo Grande News apurou que entre os locais onde as buscas estão sendo cumpridos estão a casa do cunhado de Pato, Pedro Avaré, e na empresa do vereador, a Belurp.

“Até o momento as investigações também já evidenciaram que o transporte escolar feito pela empresa de fachada é de péssima qualidade, por vezes sendo realizado em veículos impróprios para o transporte de alunos”, diz a nota do Ministério Público.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions