A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/04/2016 11:55

Pacto com Reinaldo envolve R$ 121 milhões em obras, afirma prefeito

Murilo Zauith disse que governador firmou compromisso de construir hospital regional, recuperar núcleo industrial e recapear avenidas e quadrilátero central de Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Reinaldo com Murilo, no dia 15 deste mês, durante a Caravana da Saúde (Foto: A. Frota/Divulgação)Reinaldo com Murilo, no dia 15 deste mês, durante a Caravana da Saúde (Foto: A. Frota/Divulgação)

Sem citar as eleições deste ano, o prefeito Murilo Zauith (PSB) disse que fez um pacto com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para investimentos de pelo menos R$ 121 milhões no município de Dourados, localizado a 233 km de Campo Grande.

Através da assessoria, o prefeito da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul afirmou que o compromisso de Reinaldo envolve a construção do hospital regional – lançado no governo anterior e paralisado em janeiro de 2015 – a revitalização do núcleo industrial da cidade e o recapeamento de quatro importantes avenidas e do quadrilátero central.

Segundo Murilo, o compromisso foi reafirmado publicamente pelo governador no dia 16 deste mês, durante a Caravana da Saúde. “Eu e o Murilo temos um pacto de compromissos; logo vou estar aqui para dar ordem de serviço de obras de asfalto e recapeamento”, disse o governador, naquele dia.

De acordo com a prefeitura, o maior investimento será no recapeamento de ruas. O projeto foi apresentado pelo prefeito ao governador no início deste ano e prevê a recuperação das avenidas Marcelino Pires, Joaquim Teixeira Alves, Weimar Gonçalves Torres e Hayel Bon Faker e de todas as ruas do quadrilátero central.

O valor do projeto é de R$ 70 milhões. Segundo a prefeitura, Reinaldo definiu com Murilo que vai recapear as quatro avenidas em 2016 e fazer o quadrilátero de ruas centrais até o final de 2018.

Já para recuperação do núcleo industrial, Reinaldo deve anunciar em breve investimento de R$ 11 milhões. Localizado na margem da MS-156 e da BR-163, o espaço voltado a abrigar empresas está abandonado, com ruas intransitáveis e sem iluminação.

O núcleo industrial tem 12 empresas instaladas, que geram pelo menos 3.000 empregos diretos. No dia 31 de março deste ano a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) publicou no Diário Oficial do Estado o extrato da ordem de serviço para a elaboração do projeto de pavimentação do local.

Hospital – De acordo com o prefeito douradense, outro compromisso de Reinaldo é com a construção do hospital regional. O valor estimado pra as obras e equipamentos é de R$ 40 milhões. O governador disse que metade dos recursos será do próprio Estado e a outra parte do governo federal.

Segundo Murilo, o compromisso prevê o início das obras ainda neste ano. A construção, em um terreno localizado na saída para Ponta Porã, doado ao Estado por um empresário local, começou no fim de 2014, mas em janeiro de 2015 Reinaldo suspendeu o contrato. Segundo ele, o valor empenhado para o início das obras foi cancelado pelo antecessor, André Puccinelli (PMDB).

Disputa eleitoral – “Fizemos esse pacto antes de qualquer discussão política sobre sucessão municipal e vamos honrá-lo independente de qualquer caminho que um ou outro tomar em relação às eleições deste ano. Os interesses, as necessidades e o bem-estar do povo estão acima de qualquer discussão política partidária”, afirma Murilo.

O pré-candidato de Reinaldo à prefeitura de Dourados nas eleições deste ano é o deputado federal Geraldo Resende (PSDB), desafeto político de Murilo. Como o PSB não terá candidato a prefeito, a tendência é que Murilo se mantenha neutro na disputa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions