ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  19    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Pedro Juan cobra mesmo tratamento de Ponte da Amizade, que reabre dia 29

Oficialmente, até agora governo paraguaio anunciou reabertura apenas com Foz do Iguaçu

Por Helio de Freitas, de Dourados | 22/09/2020 15:08
Moradores de Pedro Juan em protesto hoje por reabertura da fronteira (Foto: W Teixeira)
Moradores de Pedro Juan em protesto hoje por reabertura da fronteira (Foto: W Teixeira)

A reabertura da Ponte da Amizade para trânsito livre de brasileiros e paraguaios a partir do dia 29 deste mês entre Ciudad del Este e Foz do Iguaçu (PR) animou moradores de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Mato Grosso do Sul.

Apesar de até agora o governo paraguaio ter anunciado oficialmente apenas a reabertura da fronteira com o Paraná, comerciantes e trabalhadores de Pedro Juan Caballero acreditam que a medida também chegará à cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande.

Representantes políticos da fronteira também anunciaram que a reabertura chegará a Pedro Juan e a Salto del Guairá, cidade vizinha de Mundo Novo (MS).

O ministro do Interior Euclides Acevedo teria ligado para o governador de Amambay Ronald Acevedo informando que a reabertura também será adotada em Pedro Juan. Apesar do mesmo sobrenome, eles não são parentes.

Ao Campo Grande News, Víctor Hugo Barreto, presidente da Câmara de Comércio de Amambay e líder do protesto ocorrido hoje, disse estar confiante que a abertura também ocorrerá na Linha Internacional entre de Pedro Juan Caballero e Ponta Porã.

“O governo vai liberar a fronteira dia 29 em Ciudad de Este, Salto del Guairá e Pedro Juan, isso já é realidade”, afirmou, otimista. A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus já causou pelo menos 20 mil demissões e cinco mil lojas fechadas em Pedro Juan Caballero. Só hoje, o Maxi Hipermercado e o Fortis Atacadista anunciaram a demissão de mil pessoas.

Regras – Ainda sem anunciar as demais cidades fronteiriças, apesar do otimismo de comerciantes e políticos locais, o governo paraguaio já definiu as medidas que serão adotadas para a retomada do trânsito pela Ponte da Amizade.

Conforme o departamento de migrações, a abertura parcial entre Ciudad del Este e Foz do Iguaçu será adotada por três semanas, como “plano piloto”.

Os turistas brasileiros poderão entrar no país das 5h às 14h e terão até às 18h para retornar ao Brasil. Não será exigido exame negativo para covid-19, mas o uso de máscara, o distanciamento e uso de álcool em gel são medidas obrigatórias.

Taxistas e mototaxistas também poderão entrar no país. Entretanto, os brasileiros só poderão circular no Departamento de Alto Paraná e ficam proibidos de ter acesso a outras regiões do país. Trabalhadores também terão acesso livre entre as duas cidades.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário