A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

22/08/2019 13:39

Pistoleiro acusado de matar policial paraguaio é preso na fronteira

Hector Fernandez estava armado com duas pistolas, mas se entregou sem reação a policiais brasileiros e paraguaios

Helio de Freitas, de Dourados
O ex-policial paraguaio Hector Fernandez foi preso hoje entre Coronel Sapucaia e Capitán Bado (Foto: Direto das Ruas)O ex-policial paraguaio Hector Fernandez foi preso hoje entre Coronel Sapucaia e Capitán Bado (Foto: Direto das Ruas)

Matador profissional acusado de uma série de assassinatos encomendados foi preso hoje (22) na Linha Internacional entre Capitán Bado, no Paraguai, e Coronel Sapucaia (MS), a 400 km de Campo Grande.

Hector Luis Perez Fernandez, 44, que já fez parte das fileiras da Polícia Nacional do Paraguai, estava escondido em uma propriedade rural encravada entre os dois países e foi localizado em ação conjunta entre policiais paraguaios e sul-mato-grossenses.

Mesmo armado com duas pistolas, Hector não esboçou reação. Ele era procurado por ordem da Justiça do país vizinho por pelo menos cinco assassinatos. Entretanto, ele é suspeito de ligação com vários outros homicídios, praticados mediante pagamento em dinheiro.

Entre as vítimas estão um policial de Concepción e um menonita (integrante do grupo de denominações cristãs que descende diretamente do movimento anabatista surgindo na Europa no século XVI). Os Menonitas possuem várias comunidades no norte do Paraguai.

O delegado regional adjunto da Polícia Civil em Ponta Porã Mikail Faria, que comandou a equipe de policiais de Mato Grosso do Sul, disse que Hector estava escondido em uma chácara da Linha Internacional e foi entregue aos policiais paraguaios. Um rapaz de 21 anos também foi detido no local e levado para prestar depoimento, mas não existia ordem de captura contra ele.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions