ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 28º

Interior

PM é preso acusado de extorquir sitiantes para impedir invasões

Policial de origem indígena, e uma mulher, também índia, foram presos nesta segunda-feira pela Polícia Civil e Corregedoria da PM

Por Helio de Freitas, de Dourados | 21/10/2019 17:19
Policial militar (de camisa clara) é conduzido por PMs da Corregedoria após ser preso hoje em Dourados (Foto: Adilson Domingos)
Policial militar (de camisa clara) é conduzido por PMs da Corregedoria após ser preso hoje em Dourados (Foto: Adilson Domingos)

Policial militar e uma mulher foram presos nesta segunda-feira (21) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, acusados de extorquir dinheiro de proprietários de sítios e fazendas do município para garantir que as terras não fossem invadidas por índios. Os dois, ainda não identificados, são indígenas.

O PM e a mulher foram presos por agentes do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil e por policiais da Corregedoria da Polícia Militar. Com eles foram encontrados pelo menos R$ 30 mil dos R$ 100 mil extorquidos do proprietário.

O flagrante está em andamento na 1ª Delegacia de Polícia Civil, para onde os dois suspeitos foram conduzidos há pouco.

A reportagem apurou que a extorsão estava sendo praticada contra donos de sítios localizados nos arredores da reserva de Dourados. Os suspeitos também cobravam para garantir a segurança dos moradores das propriedades.

Desde outubro do ano passado, índios das aldeias locais e vindos de outros municípios ameaçam invadir pelo menos 30 sítios localizados nos arredores da Avenida Guaicurus, região oeste do município. O local já foi palco de vários confrontos entre índios e seguranças particulares. Na semana passada, os índios chegaram a cercar uma equipe da Polícia Militar e ameaçar colocar fogo na viatura.

Mulher, também acusada de extorsão, é conduzida por agente da Polícia Civil (Foto: Adilson Domingos)
Mulher, também acusada de extorsão, é conduzida por agente da Polícia Civil (Foto: Adilson Domingos)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário