ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Polícia paraguaia faz novas buscas atrás de matadores de filho de traficante

Quatro endereços foram vasculhados nesta terça-feira em Pedro Juan Caballero

Por Helio de Freitas, de Dourados | 26/09/2023 09:36
Policiais paraguaios mostram armas apreendidas hoje em Pedro Juan (Foto: Direto das Ruas)
Policiais paraguaios mostram armas apreendidas hoje em Pedro Juan (Foto: Direto das Ruas)

A Polícia Nacional e o Ministério Público do Paraguai fazem novas buscas na manhã desta terça-feira (26) à procura dos autores do assassinato de Charles Gonzalez Coronel, 32, ocorrido no dia 21 deste mês no centro de Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS).

Charles era filho do narcotraficante Clemencio González Giménez, o “Gringo González”. Ele estava com dois seguranças quando foi atacado por quatro bandidos armados com pistolas e fuzis. Os dois seguranças ficaram feridos e o filho de Gringo Gonzalez foi morto no meio da rua.

De acordo com a imprensa da fronteira, policiais da Direção Regional de Investigações e equipes do Ministério Público, comandadas pela promotora de Justiça Katia Uemura, estiveram em quatro endereços onde os pistoleiros poderiam estar escondidos, mas ninguém foi encontrado. Essa é a segunda investida da polícia paraguaia à procura dos autores do assassinato. Entretanto, até agora ninguém foi preso.

O subchefe de investigações, comissário César Casco, informou que quatro pistolas 9 milímetros, veículos, 15 celulares e peças de vidro blindado foram apreendidos nos endereços vasculhados.

Celulares, rádios de comunicação e placas de carro encontrados nas buscas (Foto: ABC Color)
Celulares, rádios de comunicação e placas de carro encontrados nas buscas (Foto: ABC Color)

O assassinato – Sobrevivente de atentado a tiros em junho de 2011, Charles González Coronel estava com dois seguranças no centro de Pedro Juan Caballero, na tarde de quinta-feira, quando surgiram os quatro pistoleiros mascarados.

Os seguranças chegaram a trocar tiros com os pistoleiros, mas não conseguiram evitar a morte do chefe. Charles González levou dois tiros na cabeça, um tiro no peito e outro na lombar. Os dois funcionários foram baleados, mas sobreviveram.

Familiares de Charles informaram aos investigadores que ele teria recebido ligação para se dirigir à uma casa de câmbio no centro de Pedro Juan, para sacar grande quantia em dinheiro.

O crime ocorreu em frente ao estabelecimento, vasculhado pela polícia na sexta-feira. Documentos, arquivos com imagens de câmeras e dinheiro foram apreendidos nas buscas da semana passada.

Preso no dia 22 de janeiro de 2021 em Pedro Juan Caballero, após duas décadas foragido da Justiça paraguaia, Gringo Gonzalez obteve liberdade em fevereiro deste ano. No dia do crime, ele esteve no local da morte do filho, cercado por seguranças.

Receba as principais notícias do Estado pelo WhatsApp. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias