ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Polícia prende travesti que assaltou motorista de aplicativo com o namorado

Dupla aplicou “mata-leão” em trabalhador para levar dinheiro e celular

Por Helio de Freitas, de Dourados | 04/08/2020 07:57
Momento em que travesti Bárbara Oliver chegava à sede do SIG (Foto: Divulgação)
Momento em que travesti Bárbara Oliver chegava à sede do SIG (Foto: Divulgação)

Travesti de 21 anos de idade foi presa ontem (3) após ser apontada pela polícia como um dos autores do assalto contra motorista de aplicativo na noite de sábado (1º) em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Lucas Takahashi, que usa nome social de Bárbara Oliver, agiu junto com o namorado, ainda foragido. Para praticar o assalto, o casal imobilizou o trabalhador com o golpe chamado “mata-leão” (gravata aplicada pelas costas) e fugiu levando dinheiro e o celular do motorista.

O SIG (Setor de Investigações Gerais), da Polícia Civil, assumiu o caso logo após o assalto. As primeiras informações revelaram que o motorista de aplicativo transportava três pessoas quando o passageiro do banco traseiro lhe aplicou o golpe imobilizador e a travesti que estava no banco da frente pegou seu celular e dinheiro.

Nesta segunda-feira os agentes chegaram à travesti Bárbara Oliver. Inicialmente ela negou o assalto e disse que havia se apoderado do celular após desentendimento sobre programa sexual. Depois, no entanto, confessou o roubo e disse ter praticado o crime porque havia extraviado o celular do namorado.

A terceira pessoa no carro negou participação no assalto e disse ter descido do veículo momentos antes do crime. Ela divide moradia com Bárbara Oliver e foi ouvida apenas como testemunha.

Sem antecedentes criminais, a travesti foi autuada em flagrante por roubo qualificado pelo concurso de agentes. O namorado dela continua foragido.