A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Agosto de 2019

20/02/2019 22:51

Polícia recupera veículos de Minotauro que haviam "sumido" de oficina

Três dos cinco veículos furtados foram recuperados esta noite (20)

Adriano Fernandes e Helio de Freitas
Veículo Tucson foi um dos primeiros a serem encontrados em estrada. (Foto: Reprodução/Abc Color) Veículo Tucson foi um dos primeiros a serem encontrados em estrada. (Foto: Reprodução/Abc Color)

A Polícia Nacional do Paraguai recuperou na noite desta quarta-feira (20) três dos cinco veículos do narcotraficante Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, de 32 anos, que haviam sido furtados de uma oficina mecânica em Pedro Juan Caballero, no último sábado (16).

Os veículos estavam em estrada vicinal do bairro Amambay em Pedro Juan. Os primeiros a serem encontrados, por volta das 21h20 foram um Hyundai Tucson e um Ford Focus, ambos com registro brasileiro. 

Após 40 minutos da primeira apreensão os policiais também encontraram uma picape Montana, vermelha, na mesma estrada. Ainda conforme o site ABC Color os veículos estão em boas condições e devem ser encaminhados para a sede do Departamento de Investigação da polícia Paraguaia.

Sumiço- Os carros estavam guardados em oficina, desde uma megaoperação da polícia de fronteira, no último dia 7 deste mês, que resultou na prisão de 15 suspeitos e a apreensão de 25 veículos, além de drogas e munições.

O depósito onde estavam os carros era monitorado por policiais que após o furto foram afastados.Conforme o Ponta Porã Informa o Ministério Público do Paraguai iria apurar se eles não teriam permitido a retirada dos veículos do local.

Minotauro - Considerado o “novo chefe do crime na fronteira”, Minotauro foi preso no dia 4 de fevereiro em Balneário Camboriú, no litoral catarinense, após ser localizado por agentes da Polícia Federal brasileira no Marina Beach Towers.

O condomínio onde foi encontrado é um espaço luxuoso no centro da cidade litorânea, onde o preço médio do apartamento de três quartos é de R$ 3,2 milhões. Sérgio de Arruda Quintiliano Neto tem 32 anos e é apontado como o mandante de uma série de assassinatos em Ponta Porã e Pedro Juan Caballero.

As mortes, indicam as investigações, foram de pessoas ligadas ao também narcotraficante brasileiro Jarvis Gimenes Pavão, com quem estabeleceu uma guerra pelo domínio da rota do tráfico.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions