A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Setembro de 2019

13/09/2019 08:31

Policiais civis presos por corrupção são libertados e voltam aos cargos

Gil Emerson e Paulo César dos Reis foram presos em julho, de delegacia que teria se tornado central de propina da corrupção

Silvia Frias
Operação Balcão de Negócios apurou esquema de corrupção envolvendo delegado e investigadores em Aquidauana  (Foto/Divulgação)Operação Balcão de Negócios apurou esquema de corrupção envolvendo delegado e investigadores em Aquidauana (Foto/Divulgação)

Os policiais civis Gil Emerson Vasconcelos Santana e Paulo César dos Reis, presos em investigação por esquema de corrupção montado dentro da Polícia Civil de Aquidauana, foram liberados da prisão e reconduzidos aos cargos, conforme determinação judicial.

Os dois haviam sido presos durante a Operação Balcão de Negócios, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) foram presos no dia 8 de julho.

Segundo informações do Gaeco no dia da operação, a investigação apura a participação dos policiais em esquema de recebimento de propina, em troca de proteção ilegal a Edson da Silva Barro, dono de empresa no ramo de extração, beneficiamento e transporte de madeira.

No dia 31 de julho, os dois policiais chegaram a ser liberados, por falta de provas, mas foram presos novamente no dia 2 de agosto. Agora, foram beneficiados com alvará de soltura expedido dia 9 de setembro, conforme decisão da Vara Criminal da comarca de Aquidauana.

A decisão judicial também determina a recondução aos cargos, sendo efetivado conforme a portaria assinada pelo corregedor-geral da Polícia Civil, Jairo Carlos Mendes. Não há informações se os dois vão voltar como investigadores em Aquidauana ou podem ser transferidos para outras funções.

Corrupção – Segundo a nota, as investigações começaram em fevereiro deste ano com foco na atuação do delegado Eder Oliveira Moraes, então titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana. Foi descoberto então que ele transformou a unidade policial em um balcão de negócios para enriquecer de forma ilícita.

Eder está preso, investigado pelo furto de 101 quilos de cocaína de dentro do depósito da polícia de Aquidauana.

A Operação Balcão de Negócios cumpriu 16 mandados de prisão e 11 de busca e apreensão em Campo Grande e Aquidauana. A ação também apreendeu 23 armas, documentos e diversas munições em uma casa. Parte das munições apreendidas de calibre 12 foi encontrada dentro do guarda-roupas de um dos alvos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions