ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Prefeito assina ordem de serviço de R$ 25 milhões para pavimentação e reformas

Um dos contratos prevê a construção da Central de Atendimento ao Cidadão no município de Dourados

Por Gustavo Bonotto e Helio de Freitas, de Dourados | 04/04/2024 20:11
Ao lado da senadora Tereza Cristina (PP), Alan Guedes assina ordens de serviço do programa Desenvolve Dourados. (Foto: Reprodução)
Ao lado da senadora Tereza Cristina (PP), Alan Guedes assina ordens de serviço do programa Desenvolve Dourados. (Foto: Reprodução)

O prefeito de Dourados, Alan Guedes (PP), assinou no fim da tarde desta quinta-feira (4) duas ordens de serviço para a construção da Central de Atendimento ao Cidadão e para a pavimentação, drenagem, sinalização, calçamento e acessibilidade em ruas do Parque dos Jequitibás. Os investimentos somam mais de R$ 25 milhões.

O evento, celebrado no CCI (Centro de Convivência do Idoso), também contou com a assinatura do contrato que garante a reforma e ampliação do Centro Social Rural do distrito de Panambi. Entre os presentes, estiveram a senadora Tereza Cristina (PP) e o deputado federal Luiz Ovando (PP).

Essas são as primeiras obras com recursos do Fonplanta (Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Plata), que é o financiamento do plano de investimento Desenvolve Dourados, lançado pela gestão em novembro de 2022.

Os recursos internacionais, que estão sendo investidos pela primeira vez na história de Dourados, estão sendo empregados para o desenvolvimento da cidade. A sede da Central vai receber investimento de R$ 7.341.048,20 com recursos e contrapartida de R$ 4.053.699,39, totalizando R$ 11.394.747,59.

Outra ordem de serviço, também assinada hoje, foi a do asfaltamento no Parque dos Jequitibás, que terá investimento de R$ 8.900.914,21 com recurso do Fonplata e contrapartida de R$ 1.442.691,41, totalizando R$ 10.343.605,62 em obras de infraestrutura.

Segundo Guedes, a união de esforços que permitiu o investimento é resultado de esforços coletivos, "[...] de muita gente competente, que trabalha duro para que as coisas possam acontecer no município. Tivemos que acabar com as pendências financeiras, demonstrar a capacidade de pagamento do município e o projeto passar pelo Congresso Nacional, já que a União é fiadora do processo", finalizou.

Receba as principais notícias do Estado pelo celular. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News no WhatsApp e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias