ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Prefeitura cancela missa de aniversário da cidade após assassinato

Cancelamento ocorreu em respeito à família. Prefeitura ainda emitiu nota de pesar

Por Mirian Machado | 15/05/2022 13:57
Pedro chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital (Foto: Reprodução | Facebook)
Pedro chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital (Foto: Reprodução | Facebook)

A Prefeitura de Jardim, cidade a 236 km de Campo Grande, emitiu nota de pesar sobre a morte de Pedro Henrique Evangelista Bahia, 24 anos, filho da secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Cultura da cidade, Delaine Evangelista Bahia.

Prefeitura anuncia cancelamento da missa em respeito à família. (Redes sociais)
Prefeitura anuncia cancelamento da missa em respeito à família. (Redes sociais)

Conforme a nota divulgada nas redes sociais da Prefeitura, Clediane Areco Matzenbacher, “se solidariza com a família da Secretária de Desenvolvimento Econômico e Cultura, Delaine Evangelista Bahia pelo falecimento do seu filho Pedro Henrique Evangelista Bahia”, informa.

A prefeitura ainda informou que pelo mesmo motivo a missa de ação de graças pelo aniversário de 76 anos da cidade foi cancelada em respeito à família da secretária Delaine.

Pedro estava em frente a um bar no Centro de Jardim quando foi atingido a tiros por policiais militares. Foram três tiros, segundo informações na região do abdômen, e chegou a ser socorrido, mas acabou não resistindo e morreu no Hospital Marechal Rondon ainda na manhã de hoje. Nas redes sociais, amigos e familiares, incluindo o cantor sertanejo Munhoz, da dupla com Mariano, lamentaram a morte de Pedro.

Imagem de câmera de segurança que circula nas redes sociais mostra o momento em que Pedro é baleado.

Versão da PM -  De acordo com o tenente-coronel do 11º Batalhão da Polícia Militar de Jardim, Wilson Cesar Velasques, três militares de folga estavam no local e foram informados de que Pedro estaria em frente ao bar armado ameaçando as pessoas.

Os policiais então teriam saído e encontraram o rapaz com a arma em punho. Eles pediram para que Pedro entregasse a arma, mas, ainda conforme o tenente-coronel, ele não teria obedecido e deu um tiro.


Nos siga no Google Notícias