ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Prefeitura comemora números defasados e “esconde” 23 casos positivos

Comitê local informou que Dourados já confirmou 396 casos de coronavírus, mas boletim estadual relata 419 infectados

Por Helio de Freitas, de Dourados | 04/06/2020 12:02
Equipe do laboratório da UFGD, montado para testar casos de coronavírus em Dourados (Foto: Divulgação)
Equipe do laboratório da UFGD, montado para testar casos de coronavírus em Dourados (Foto: Divulgação)

Representantes do Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19 de Dourados comemoraram, em transmissão ao vivo pelas redes sociais, a redução do número de casos confirmados do novo coronavírus nas últimas 24 horas. O boletim local divulgado na manhã desta quinta-feira (4) em live na página da prefeitura no Facebook informou que o município confirmou 396 casos positivos de covid-19, 18 a mais em relação ao dia anterior.

Entretanto, no mesmo horário em que representantes da prefeitura apresentavam seus números, a Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul divulgava o boletim estadual, também em transmissão ao vivo.

No levantamento da Saúde estadual, Dourados, com 222 mil habitantes, aparece em primeiro no ranking do coronavírus com 419 casos confirmados, 41 a mais que ontem – novo recorde – e quase 80 a mais que Campo Grande, que tem quase 850 mil moradores e ocupa o segundo lugar em número de infectados.

Ainda durante a transmissão, questionados por jornalistas, os representantes do comitê local explicaram que o boletim local é fechado até 19h do dia anterior e que existe “lapso temporal” em relação aos dados do Estado. “O governo do Estado puxa o boletim do sistema automaticamente e pega os números atualizados”, afirmou um dos integrantes do comitê, acrescentando que no outro dia os números são equiparados.

O comitê local voltou a rebater a afirmação de pesquisadores e autoridades de saúde de que Dourados é o novo epicentro de covid-19 em Mato Grosso do Sul. Segundo a prefeitura, o município já tem 144 recuperados, 230 infectados estão em isolamento domiciliar e possui baixo índice de letalidade, de 0,5% dos casos positivos. Dois moradores de Dourados morreram com a doença, um caminhoneiro que estava em Tocantins, em abril, e uma venezuelana de 27 anos, na semana passada.

Entretanto, o número de pessoas internadas com coronavírus aumentou pelo menos 65% de ontem para hoje. Na quarta-feira o comitê local informou que eram 13 internados. Hoje são 21, sendo 15 em enfermaria e 6 em UTI.

O médico Ricardo do Carmo, membro do comitê e coordenador do Núcleo de Emergência Assistencial, afirmou na transmissão que a diferença entre o número de casos não altera o trabalho da saúde local e garantiu que todos os pacientes estão sendo atendidos.