A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/02/2016 11:48

Presidiário ordenou assalto a comerciante baleado na área central

Dois envolvidos no crime foram presos, mas autor dos tiros continua foragido; ele já tinha matado uma pessoa durante roubo em Naviraí

Helio de Freitas, de Dourados
Fábio Pereira (mais alto) e Renato Souza estão presos por participação na tentativa de assalto (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Fábio Pereira (mais alto) e Renato Souza estão presos por participação na tentativa de assalto (Foto: Sidney Bronka/94 FM)
Wellington da Silva, o Negão, é procurado pela polícia (Foto: Divulgação)Wellington da Silva, o Negão, é procurado pela polícia (Foto: Divulgação)
Edmilson Carvalho, que cumpre pena em Dourados, teria planejado o assalto de dentro do presídio (Foto: Divulgação)Edmilson Carvalho, que cumpre pena em Dourados, teria planejado o assalto de dentro do presídio (Foto: Divulgação)

O assalto ao comerciante Waldomiro Cardoso, 45, ocorrido na manhã de ontem na área central de Dourados, a 233 km de Campo Grande, foi encomendado pelo presidiário Edmilson Souza Carvalho, 27, que cumpre pena na penitenciária de segurança máxima da cidade por vários crimes. Ele queria a corrente de ouro do comerciante, que levou três tiros ao lutar com um dos criminosos e está internado.

Nesta quinta-feira (4), a Polícia Civil apresentou Renato Souza Donatti, 26, cunhado de Edmilson, e Fábio Garcia Pereira, 20, presos durante as investigações feitas pelo SIG (Serviço de Investigações Gerais) e pela Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira). Renato trabalha em uma loja de produtos veterinários e Fábio é funcionário de uma imobiliária.

Os policiais ainda procuram Wellington Henrique da Silva, 20, o “Negão”, que atirou no comerciante usando um revólver calibre 38. Foi ele que rendeu a condutora de um Fiesta para fugir do local do crime e se escondeu na região da Vila Cachoeirinha. Segundo a polícia, Wellington morava em Naviraí antes de se mudar para Dourados e teria praticado um latrocínio (roubo seguido de morte) na cidade do cone sul.

Corrente de ouro – De acordo com os policiais que participam das investigações, Edmilson procurou Renato, que é irmão da mulher do presidiário, e pediu que ele levasse Fábio e Wellington para assaltar o comerciante, dono de um box de camelô no cruzamento da Rua João Góes com Avenida Weimar Gonçalves Torres, área central de Dourados. O presidiário teria recebido a encomenda de uma corrente de ouro e sabia que o comerciante tinha a joia.

Na manhã de ontem, Renato Souza levou Wellington e Fábio até o local do crime em seu Celta prata, com placa de Maringá (PR), e ficou parado próximo à Rua Major Capilé, a cem metros do camelô. Fábio ficou no meio do quarteirão observando e Wellington foi até o comerciante, que lutou com o assaltante para evitar o roubo.

Ao ver a reação da vítima, Fábio correu até o carro de Renato e os dois fugiram do local, deixando Wellington para trás. Após disparar três tiros no comerciante, Wellington correu a pé até o semáforo da João Rosa Góes com a Avenida Marcelino Pires, onde rendeu a dona de um Fiesta e a obrigou a levá-lo até a região da Vila Cachoeirinha, onde desceu do carro e fugiu.

Cunhado de presidiário – O primeiro a ser identificado pela polícia foi Renato Souza, mas inicialmente ele negou envolvimento no crime e disse que tinha sido assaltado e obrigado pelos bandidos a levá-los ao local do roubo. Entretanto, a polícia descobriu que a irmã dele é mulher de Edmilson, interno do presídio local. Diante das evidências, Renato contou a história toda e entregou os comparsas.

Fábio Pereira tentou fugir da polícia em uma moto, mas foi perseguido e preso. Na casa dele os policiais encontraram um revólver calibre 22. Os dois foram autuados em flagrante por tentativa de latrocínio.

Edmilson Carvalho, conhecido como “Cheiroso”, deve ser levado à tarde até a 1ª Delegacia de Polícia, para também ser autuado pelo crime.

O comerciante Waldomiro Cardoso continua internado no Hospital da Vida. Segundo o setor de enfermagem, ele está consciente e reage bem à cirurgia feita ontem para retirada dos projéteis.

Outro assalto – Na manhã desta quinta-feira, outro comerciante foi assaltado em Dourados. O homem de 44 anos, dono de uma joalheria na área central, foi abordado por dois criminosos em uma moto Fazer roxa quando saía de casa, na Rua Camilo Hermelindo da Silva.

Os bandidos queriam dinheiro e joias, mas como o comerciante disse que não estava com objetos de valor a dupla levou cartões e cheques. Quando fugiam, um deles disparou um tiro em direção ao carro do comerciante, um Gol. A bala atravessou o vidro da porta e atingiu o painel do carro.

Carro de comerciante assaltado nesta quinta; bandido disparou tiro que quebrou vidro e acertou painel (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Carro de comerciante assaltado nesta quinta; bandido disparou tiro que quebrou vidro e acertou painel (Foto: Sidney Bronka/94 FM)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions