A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Setembro de 2019

14/12/2017 09:39

Preso no Paraguai, traficante enviou arsenal de MS para o Rio em maio

Metralhadoras, fuzis, pistolas, munições e maconha saíram de Amambai e foram apreendidos em Teodoro Sampaio (SP); polícia diz que carregamento era de Marcelo Piloto e seguia para o Rio

Helio de Freitas, de Dourados
Marcelo Piloto na sede da Senad em Encarnación, no Paraguai, onde foi preso ontem (Foto: ABC Color)Marcelo Piloto na sede da Senad em Encarnación, no Paraguai, onde foi preso ontem (Foto: ABC Color)

O carregamento recorde de armas e drogas interceptado no dia 16 de maio deste ano em Teodoro Sampaio (SP), perto da divisa com Mato Grosso do Sul, pertencia ao narcotraficante Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, um dos principais chefes do Comando Vermelho, preso ontem (13) no Paraguai.

A informação é do serviço de inteligência da polícia do Rio de Janeiro, que participou da operação para prender Marcelo Piloto em Encarnación, cidade paraguaia onde ele estava escondido há pelo menos cinco meses.

O bandido brasileiro foi preso em ação envolvendo agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai e da DEA, agência norte-americana de combate às drogas, como mostra o vídeo abaixo.

Após ser preso ontem na companhia de três mulheres que viajaram do Rio para se hospedar na casa dele no Paraguai, Marcelo Piloto contou informalmente aos policiais que a cada dois meses enviava carregamento de maconha e armas para as favelas cariocas.

Segundo o próprio traficante, a carga era enviada em fundos falsos de caminhões que passavam por Mato Grosso do Sul e São Paulo. Quando o carregamento chegava ao destino, Piloto chegava a lucrar R$ 500 mil com cada carga.

Armas enviadas por Marcelo Piloto e apreendidas em SP, em maio (Foto: Divulgação)Armas enviadas por Marcelo Piloto e apreendidas em SP, em maio (Foto: Divulgação)

Arsenal – As armas e drogas enviadas por Marcelo Piloto para as favelas cariocas controladas pelo Comando Vermelho estavam em um caminhão que tinha saído de Amambai e foi interceptado em Teodoro Sampaio na noite de 16 de maio.

O caminhão tinha 4,6 toneladas de maconha, 31 pistolas, mais de 17 mil munições e acessórios para armas. Também foram localizados três fuzis 7.62, quatro fuzis 5.56 e duas metralhadoras de calibre 50 equipadas com lunetas.

Também foram encontrados um revólver de calibre 38, 17.435 cartuchos de diversos calibres, entre 50, 5.56, 7.62 e 9 milímetros, calibre 40, 25 seletores de rajadas, três carregadores do tipo caracol, sendo um de calibre 9 milímetros, um de duplo calibre 5.56 com capacidade para 100 cartuchos e outro simples de calibre 5.56 com capacidade para 45 cartuchos, 20 carregadores calibre 50, 7.62, e 5.56 e 22 frascos de lança-perfume.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions