A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

08/08/2017 10:53

PRF persegue arrastadores, prende um e recupera caminhonetes roubadas

Amarok e S10 roubadas em Jataí estavam sendo levadas para o Paraguai, onde seriam usadas para transporte de drogas

Helio de Freitas, de Dourados
Caminhonetes recuperadas hoje pela PRF em Dourados (Foto: Adilson Domingos)Caminhonetes recuperadas hoje pela PRF em Dourados (Foto: Adilson Domingos)

Duas caminhonetes roubadas em Goiás foram recuperadas hoje (8) por policiais rodoviários federais em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Uma S10 e uma Amarok, as duas usando placas falsas, estavam sendo levadas para o Paraguai e os policiais suspeitam que seriam usadas para transporte de maconha. Houve perseguição a um dos arrastadores, que conseguiu se esconder no mato.

Fabrício Santos Silva Marinho, 29, que tem documento de identidade emitido na Bahia, dirigia a Amarok e foi preso em flagrante. O condutor da S10, ainda não identificado, está sendo procurado numa mata perto do Parque das Nações.

As duas caminhonetes seguiam pela BR-163 com destino a Ponta Porã quando foram abordadas por volta de 6h30 desta terça-feira no posto da PRF, na entrada de Dourados.

O condutor da Amarok parou, mas o motorista da S10 acelerou e fugiu em direção ao Paraguai. Os policiais saíram em perseguição. No acesso ao Parque das Nações, o motorista em fuga saiu da rodovia e entrou no bairro em alta velocidade.

Como não conhece a cidade, o condutor abandonou a S10 e correu para o mato. Equipes da Polícia Militar foram chamadas para ajudar nas buscas, mas até agora o suspeito não foi identificado.

Uma terceira caminhonete, que seria uma Toyota Hilux, estaria no comboio, mas ainda não foi localizada. Dentro de uma dos veículos os policiais encontraram o jaleco de uma médica, que seria a proprietária da caminhonete roubada, e marmitex com comida.

Segundo os policiais, os arrastadores carregam alimentos para não precisar parar na estrada e para ficarem escondidos no mato, em caso de barreira da polícia. (Colaborou Adilson Domingos)




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions