ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Procurada por tráfico em MS, ex-dupla sertaneja é presa no interior de SP

Irmãos eram procurados em Aparecida do Taboado e um deles foi flagrado com 1 kg de cocaína em SP

Por Silvia Frias | 27/06/2022 11:36
A dupla na capa de um dos discos lançados na década de 1990. (Foto: Reprodução)
A dupla na capa de um dos discos lançados na década de 1990. (Foto: Reprodução)

Os irmãos Glaucinei e Glaucimar José de Queiroz foram presos em São José do Rio Preto (SP), em cumprimento a mandado de prisão expedido pela Justiça de Aparecida do Taboado, a 458 quilômetros de Campo Grande. Os dois eram procurados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. No município paulista, também foram flagrados com documentos falsos.

Glaucinei e Glaucimar chegaram a formar dupla sertaneja na década de 1990 e lançaram músicas como “A culpa é de nós dois” e “Hotel barato”.

Segundo a PF (Polícia Federal) de São José, Glaucimar José de Queiroz, 51 anos, foi preso no dia 26 de maio com um quilo de cocaína, em flagrante ocorrido na BR-163, em Bady Bassit (SP). No momento da prisão, chegou a apresentar documentação falsa.

No decorrer das investigações, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) surpreendeu outro irmão, Glaucinei, também em Bady Bassit. Ele tentou fugir da abordagem policial e, depois de preso, usou documento falso.

A PRF conduziu o ex-cantor à PF de São José do Rio Preto onde recebeu voz de prisão por uso de documentação falsa. Também foi dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva.

Os irmãos Glaucinei e Glaucimar já tinham sido presos por tráfico de drogas em outubro de 2009. Naquela ocasião, foram flagrados com sete quilos de cocaína em Santa Fé do Sul (SP), perto da divisa do estado com Mato Grosso do Sul. A droga foi adquirida em Corumbá, estava no tanque de combustível e seria distribuída no interior paulista.

Em 1993, Glaucinei e Glaucimar gravaram o primeiro disco pela RGE, com destaque para as composições "Hotel barato", "Dessa vez é sério", "Eu gosto é de você" e "Quando bater a saudade". As viagens para os shows, segundo informações anteriormente divulgadas, facilitavam o tráfico de drogas.

Nos siga no Google Notícias