ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, DOMINGO  28    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Produtor rural foi morto a pauladas e corpo jogado em canavial

Rapaz de 20 anos preso em flagrante pelo crime já tinha praticado outro latrocínio quando era menor de idade

Por Helio de Freitas, de Dourados | 08/08/2018 10:14
Julião Cavalheiro está preso em Caarapó acusado de matar produtor rural (Foto: Osvaldo Duarte)
Julião Cavalheiro está preso em Caarapó acusado de matar produtor rural (Foto: Osvaldo Duarte)

O produtor Antonio Biagi Neto, 65, vítima de latrocínio na tarde de ontem (7) em Caarapó, a 283 km de Campo Grande, foi morto a pauladas. O corpo foi jogado em um canavial na região do distrito de Cristalina, onde ocorreu o assalto.

Julião Cavalheiro, 20, morador na aldeia Amambay, no município de Amambai, está preso na Polícia Civil em Caarapó. Encontrado sujo de sangue após bater e abandonar a picape Fiat Strada da vítima, o indígena negou o crime, mas não soube explicar porque estava com a carteira com documentos e o celular de Antonio. Ele foi autuado em flagrante.

Segundo a polícia, Cavalheiro possui vários antecedentes criminais, inclusive foi acusado de outro latrocínio (roubo seguido de morte) quando era menor de idade.

O crime – Morador na comunidade Biagi, no distrito de Cristalina, Antonio Biagi Neto estava desaparecido desde a tarde de ontem. Familiares dele tentavam falar com o produtor, mas o celular estava desligado.

A polícia foi informada e logo em seguida a Fiat Strada foi encontrada após o condutor bater na fachada de uma oficina e autopeças e fugir. Havia sangue na carroceria e na roda traseira do veículo.

Duas equipes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) foram para Caarapó para ajudar nas buscas e por volta de 23h o corpo do produtor rural foi encontrado em uma lavoura de cana, perto da MS-156, rodovia que liga Caarapó a Amambai.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário