A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

11/01/2016 08:46

Rio Aquidauana atinge 7,98 metros e chuva chega a 151 mm em 11 dias

Liana Feitosa
Segundo a Defesa Civil, a última medição feita na manhã desta segunda-feira (11) apontou 7,98 m. O rio subiu 12 centímetros somente durante esta noite, completa Mário Raváglia, coordenador do órgão na cidade. (Foto: João Éric)Segundo a Defesa Civil, a última medição feita na manhã desta segunda-feira (11) apontou 7,98 m. "O rio subiu 12 centímetros somente durante esta noite", completa Mário Raváglia, coordenador do órgão na cidade. (Foto: João Éric)

Continua chovendo nas cidades de Aquidauana e Anastácio, no oeste do Estado, distante 135 quilômetros de Campo Grande. O Rio Aquidauana já está 5 metros acima do seu nível normal, que é de 2,99 m. Nos primeiros 11 dias deste ano, já foram contabilizados 151 milímetros de chuva na região.

Segundo a Defesa Civil, a última medição feita na manhã desta segunda-feira (11) apontou 7,98 m. "O rio subiu 12 centímetros somente durante esta noite", completa Mário Raváglia, coordenador do órgão na cidade.

Afetados - Cinco famílias ribeirinhas tiveram a casa invadida pela água e foram retiradas do local. Dessas, três foram para a residência de parentes e as outras duas foram encaminhadas para a escola municipal Rotary Clube com a ajuda da Secretaria de Obras, que retira os móveis das famílias para não ocorrerem perdas materiais.

Desde o início do domingo até o momento já choveu cerca de 50 milímetros na região, segundo dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Se considerados os valores de chuva registrados desde o dia 1 de janeiro, foram contabilizados 151 milímetros de chuva em 11 dias.

Em sua página no Facebook, prefeito de Anastálio, Douglas Figueiredo, publicou imagens de ruas romadas pela água e crateras abertas pela enxurrada. (Foto: Reprodução/ Facebook)Em sua página no Facebook, prefeito de Anastálio, Douglas Figueiredo, publicou imagens de ruas romadas pela água e crateras abertas pela enxurrada. (Foto: Reprodução/ Facebook)

No Facebook - Devido às chuvas, o prefeito de Anastácio, Douglas Figueiredo, está percorrendo várias regiões para registrar os estragos e contabilizar prejuízos, inclusive na zona rural. Em sua página no Facebook, publicou imagens de ruas romadas pela água e crateras abertas pela enxurrada.

De acordo com o coordenador da Sala de Situação do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS), Lincoln Curado, o volume de chuva dos últimos dias elevou o nível do Rio Aquidauana e o aproximou, de forma muito rápida, de sua cota de emergência.

Limite máximo - “Na manhã deste domingo, o monitoramento da nossa PCD (Plataforma de Coleta de Dados) instalada no rio apontava que ele estava subindo na proporção de 5 centímetros por hora", detalha.

Lincoln explica que, ao atingir 8 metros, o rio atinge sua cota de emergência. Isso significa que, a partir deste limite, as águas começam a transbordar e a inundar outras áreas.

Ao atingir 8 metros, o rio atinge sua cota de emergência. Isso significa que, a partir deste limite, as águas começam a transbordar e a inundar outras áreas. (Foto: João Éric)Ao atingir 8 metros, o rio atinge sua cota de emergência. Isso significa que, a partir deste limite, as águas começam a transbordar e a inundar outras áreas. (Foto: João Éric)
Cinco famílias ribeirinhas tiveram a casa invadida pela água e foram retiradas. (Foto: João Éric)Cinco famílias ribeirinhas tiveram a casa invadida pela água e foram retiradas. (Foto: João Éric)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions