A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

29/11/2017 09:35

Rio Taquari baixa, mas município e ribeirinhos continuam em alerta

Último monitoramento aponta para baixa de 22 centímetros das águas; deve voltar a chover a partir de amanhã na cidade

Liniker Ribeiro
Nível do rio Taquari fez água começar a invadir casas na região ribeirinha (Defesa Civil) Nível do rio Taquari fez água começar a invadir casas na região ribeirinha (Defesa Civil)

O nível do rio Taquari começou a baixar na madrugada desta quarta-feira (29), após o excesso de chuva provocar transbordo e alagar residências às margens do rio. Apesar disso, a situação ainda é de alerta no município, principalmente para famílias ribeirinhas.

Segundo a Defesa Civil, o monitoramento realizado no local, às 18h30 de ontem (28), comprovou que o nível do rio havia subido 80 cm, chegando a marca de 5 metros e 2 centímetros. Na manhã de hoje, às 8h30, as águas haviam baixado 22 cm, descendo para 4 metros e 78 centímetros.

"Apesar da baixa, ainda estamos preocupados com as chuvas previstas para a região, a partir de amanhã. Espero que baixe ainda mais durante o dia, o suficiente para suportar a quantidade de água que ainda vai chover", afirmou o coordenador de Defesa Civil do município, Gilberto Portela.

No fim da tarde de ontem, o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) acionou a Defesa Civil para fazer a retirada da população ribeirinha que mora às margens do rio Taquari, após conseguir detectar em seu monitoramento do nível dos rios que haveria um transbordamento. Apesar disso, nenhuma família deixou seus imóveis às margens do rio.

A situação nos locais considerados de risco vão continuar sendo monitoradas durante o dia de hoje. "Esse monitoramento dos rios do Estado que realizamos no Imasul nos permite agir de forma preventiva, proporcionando maior segurança à população das regiões ribeirinhas", lembra o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Filha é acusada de manter mãe doente trancada em casa e sem comida
Jovem de 21 é acusada de manter a mãe doente de 52 anos trancada em casa e sem comida. O caso veio à tona após denúncia anônima, por volta das 16h de...
Homem é socorrido em estado grave após ser esfaqueado no pescoço
Adione Felisbino Vicente, 31 anos, foi ferido a golpe de faca, na manhã deste domingo (17), na Avenida José Ferreira da Costa, no Centro, em Costa Ri...


Qual municipio? Na matéria não fala o nome
 
Ademir Gregorio em 29/11/2017 16:34:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions