ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  26    CAMPO GRANDE 31º

Interior

São Gabriel pede revisão de dados que atribuem “bandeira preta” da covid-19

Avaliação do governo do Estado foi divulgada nesta e considera até incidência em população indígena, não existente na região

Por Tainá Jara | 14/08/2020 17:25
São Gabriel do Oeste já registrou cinco mortes por covid-19 (Foto: Divulgação/Governo do Estado)
São Gabriel do Oeste já registrou cinco mortes por covid-19 (Foto: Divulgação/Governo do Estado)

Avaliação que atribuiu “bandeira preta” ao município de São Gabriel do Oeste, distante 137 quilômetros de Campo Grande, será contestada pela prefeitura. A classificação de risco extremo, no programa Prosseguir, do Governo do Estado, divulgada nesta sexta-feira, recomenda medidas como o lockdown, o bloqueio total das atividades, para combater a pandemia do novo coronavírus.

 De acordo com o prefeito Jeferson Luiz Tomasoni, acredita que alguns erros de análise na avaliação dos critérios. “Por exemplo, [ao critério atribuído], em relação a população indígena, que não possuímos”. Segundo ele, a secretaria municipal está em contato com a SES (Secretaria de Estado de Saúde) para rever os dados.

A secretária municipal de Saúde, Francine Basso, explica que foi atribuída a nota zero em vários critérios cumprido pelo município. Segundo ela, pode ter ocorrido falha no repasse de dados devido à troca recente de comando da pasta. “De ontem para hoje, teve aumento no número de pacientes contaminados, mas, até então, nos outros dias estávamos tendo diminuição”, relembrou.

Boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira, registrou 23 novos casos de coronavírus, totalizando 673 contaminações. Dos 222 casos ativos, cinco estão hospitalizados com a confirmação da doença (três em Campo Grande e dois no hospital da cidade). O município ainda registra cinco óbitos confirmados pela doença.

A Segov (Secretaria de Governo) reassaltou que existe uma data limite para atualização dos dados. Os últimos relatórios são gerados com base na semana de 2 a 8 de agosto e   novos dados podem entrar na próxima edição.

(Arte: Governo do Estado)
(Arte: Governo do Estado)

Sidrolândia – Também ingressou na classificação do risco extremo o município de Sidrolândia, distante 72 quilômetros da Capital. Apesar disto, o prefeito Marcelo Araújo afirma que não vai recorrer ao lockdown. “Seguiremos com varias medidas já em execução. Temos muitos curados”, afirmou.

 De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado hoje pela secretaria municipal, há 1.116 casos confirmados de covid-19, sendo 17 óbitos.

Regras de comentário