A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

08/08/2019 11:06

Secretaria diz que morte de estudante dentro de sala de aula é reflexo social

Conforme a secretaria, o fato é lamentável e, infelizmente, trata-se de uma reflexo dos problemas sociais existentes na região

Viviane Oliveira
Carlos Daniel foi morto dentro da sala de aula (Foto: reprodução Diário Corumbaense) Carlos Daniel foi morto dentro da sala de aula (Foto: reprodução Diário Corumbaense)

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) divulgou nota em que lamenta a morte do estudante Carlos Daniel Maldonado Pires, 19 anos. Ele foi morto com tiro na cabeça dentro da sala de aula, na Escola Municipal Luiz de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres. O crime aconteceu por volta das 21h30 de ontem (7), no distrito de Albuquerque, distante 50 quilômetros da área urbana de Corumbá. 

De acordo com a secretaria, o fato foi lamentável e, infelizmente, trata-se de uma reflexo dos problemas sociais existentes na região. Disse ainda que, está tomando providências para dar apoio aos familiares do aluno, além de fornecer dados e dispositivos para ajudar no trabalho de investigação da polícia e elucidar o crime.

Segundo a nota, a limpeza no pátio interno e no entorno da escola é feita periodicamente pela Secretaria Municipal de Infraestrutura para evitar que vire esconderijo de criminosos. A Semed citou também que a direção da escola mantém contatos permanentes com os órgãos de Segurança Pública para solicitar rondas no perímetro da escola e garantir a proteção dos alunos.

"No momento do ocorrido, um guarda municipal que faz a segurança interna se encontrava no educandário. A secretaria entende que a escola é um espaço para educação dos jovens e que, infelizmente, fatos como esses comprometem os trabalhos que são feitos para garantir um futuro melhor para nossa sociedade".

Caso - Testemunhas relataram que estavam em sala de aula, quando ouviram um estampido e na sequência Carlos caído no chão. As testemunhas ainda pensaram se tratar de uma brincadeira, mas ao se aproximarem perceberam o sangue escorrendo do rosto da vítima. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas nada pôde fazer.

Conforme o site Diário Corumbaense, o tiro foi disparado do lado de fora do prédio, perfurou a janela e atingiu o jovem, que morreu no local. As aulas na escola foram suspensas nesta quinta e sexta-feira, em sinal de luto, e serão retomadas na segunda-feira (12). O caso foi registrado como homicídio qualificado. Quando adolescente, Carlos Daniel tinha passagem por ameaça, furto e posse ilegal de arma. Depois que completou a maioridade foi fichado por receptação. 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions