ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Secretaria monitora criança com deficiência que foi obrigada a engolir bexiga

SED afirma que acompanha caso; adolescente relata que foi forçado a ingerir o material por um colega de sala

Por Guilherme Correia | 22/10/2021 11:38
Objeto foi removido de dentro da barriga do adolescente. (Foto: Arquivo Pessoal)
Objeto foi removido de dentro da barriga do adolescente. (Foto: Arquivo Pessoal)

A SED (Secretaria Estadual de Saúde) de Mato Grosso do Sul confirmou que um adolescente, de 14 anos, engoliu uma bexiga em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. A pasta informou também que monitora a situação dessa criança, que tem deficiência.

De acordo com a Coordenadoria de Gestão Escolar, o caso ocorreu "logo após o retorno das atividades presenciais" e está sendo acompanhado. A Rede Estadual retornou com 100% das aulas em 4 de outubro. "No momento, a SED - por intermédio da Coordenadoria Regional de Educação de Três Lagoas (CRE-12) - monitora a situação para orientar a equipe de gestão da unidade escolar sobre os procedimentos necessários".

O caso - Conforme apurado pelo Campo Grande News, o jovem relatou ter sido obrigado por um colega de escola a engolir o objeto, cheio de água. A mãe do adolescente confirmou a história e narrou que a vítima teve uma infecção causada pelo material durante 10 dias, quando a bexiga foi retirada por meio de cirurgia. Naquele momento, a família se queixou que não havia nenhuma medida para tentar encontrar o infrator.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário