ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  26    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Suspeito de "estelionato sexual" pelo WhatsApp é alvo de operação

Suspeito pegava fotos de outros homens em redes sociais e se passava por eles

Por Kerolyn Araújo | 13/08/2020 09:38
Investigação foi comandada pela Delegacia de Polícia Civil de Paraíso das Águas. (Foto: O Correio News)
Investigação foi comandada pela Delegacia de Polícia Civil de Paraíso das Águas. (Foto: O Correio News)


Homem, de 26 anos, foi alvo da "Operação Anteros", da Polícia Civil, suspeito de estelionato sexual por meio da internet. Usando fotos de terceiros, ele mandava fotos e vídeos pornográfico para as vítimas.

Segundo informações da Polícia Civil, a vítima, jovem de 22 anos, moradora de Paraíso das Águas, começou a receber mensagens pelo WhatsApp de um número de Mato Grosso do Sul no dia 14 de janeiro deste ano. O autor se passou por outro homem, pegando informações e fotos em redes sociais.

À polícia, a vítima contou que o homem começou a fazer chamadas de vídeo e enviar fotos, sendo que em uma delas estava se masturbando. Diante da insistência por fazer as ligações com conteúdo pornográfico, a jovem começou a desconfiar e questionou o suspeito sobre qual seria o propósito dele.

Depois desse episódio, o suspeito mudou o comportamento e passou a mandar mensagens ameaçando e xingando a vítima.

Durante investigações, o SIG (Setor de Investigações Gerais) de Paraíso das Águas identificou o homem como suspeito de outros três casos, dois em Bataguassu e um em Brasilândia. Com as três vítimas ele agiu da mesma maneira.

Em ação conjunta com a delegacia de Bataguassu, os agentes chegaram a identificação do homem. Com apoio da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, ele foi localizado na Capital.

O suspeito responderá por violação sexual mediante fraude, falsa identidade, ameaça e injúria.


Regras de comentário