ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Suspeito nega emboscada e diz que estava sendo ameaçado por capataz

Suspeito se apresentou nesta quarta-feira, na delegacia Regional de Jardim

Por Dayene Paz | 26/01/2022 15:22
Suspeito se apresentou em delegacia nesta manhã. (Foto: Jardim MS News)
Suspeito se apresentou em delegacia nesta manhã. (Foto: Jardim MS News)

Edgar Correia, de 57 anos, principal suspeito de matar Noberto Felipe Echeverria, 45 anos, na porteira de uma fazenda em Bela Vista, a 324 quilômetros de Campo Grande, se apresentou na manhã desta quarta-feira (26), na delegacia Regional de Polícia de Jardim. O crime ocorreu no último sábado (22).

Antes de se apresentar nesta manhã, acompanhado de um advogado, na porta da delegacia, Edgar falou com o site local, Jardim MS News. Ele afirmou que já estava recebendo ameaças, por isso andava "prevenido", e negou que tenha armado uma emboscada para Noberto - que estaria se relacionando com sua ex-namorada.

Edgar contou que estava com pressão alta no dia do crime e então decidiu sair com seu veículo, quando viu outros dois carros se aproximando dele. Noberto estaria em um dos veículos e parou, momento em que teria feito gesto de que pegaria uma arma de fogo. "Ele levou a mão em um revólver, dei o primeiro tiro e acertou o vidro. Ele saiu de dentro do carro e dei o segundo tiro", conta o suspeito.

Noberto Felipe Echeverria, 45 anos, morto a tiros. (Foto: Direto das Ruas)
Noberto Felipe Echeverria, 45 anos, morto a tiros. (Foto: Direto das Ruas)

Edgar ainda revelou que conhecia Noberto e não tinha a intenção de matar a vítima. "Conhecido de dentro de casa, frequentava a minha casa inclusive", afirmou.

Crime - De acordo com o boletim de ocorrência, policiais militares foram acionados até o Hospital São Vicente de Paula, onde lá encontraram com a namorada da vítima, uma mulher de 52 anos, que contou a guarnição que seu ex-marido havia atirado em Noberto.

À polícia, a mulher disse ainda que seguia em seu carro e a vítima em outro veículo quando foram surpreendidos pelo autor. Ela afirmou que ainda tentou socorrer o atual o companheiro, mas foi ameaçada pelo ex e com medo fugiu.

Policiais militares foram até o local onde encontraram o carro de Norberto, um VW Fox com marcas de tiro e a vítima caída ao solo, na estrada haviam sinais indicando que o corpo foi arrastado e no veículo os agentes acharam um revólver municiado.

Informações iniciais eram de que a vítima havia sido morta após uma discussão, mas de acordo com o delegado de polícia de Bela Vista, Renato Fazza, a motivação do crime seria por ciúmes, já que o autor não aceitava o fim do relacionamento com a atual namorada de Noberto.

Nos siga no Google Notícias