A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 16 de Dezembro de 2018

05/12/2018 12:31

Tiroteio impressiona até gente acostumada com violência da fronteira

Imagens de câmera de uma loja mostram perseguição à caminhonete do sobrinho de Pavão; morador gravou som dos tiros

Helio de Freitas, de Dourados
Caminhonete F150 recebeu 90 tiros, mas blindagem salvou vida de sobrinho de traficante (Foto: Direto das Ruas)Caminhonete F150 recebeu 90 tiros, mas blindagem salvou vida de sobrinho de traficante (Foto: Direto das Ruas)
Pedrinho Gimenez com o cantor sertanejo Gustavo Lima (Foto: Reprodução)Pedrinho Gimenez com o cantor sertanejo Gustavo Lima (Foto: Reprodução)

O atentado a tiros de fuzil AK-47 na tarde de ontem (4) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã (MS), impressionou até quem está acostumado com a guerra travada por traficantes na Linha Internacional.

Áudio gravado por um morador da cidade paraguaia revela os estampidos das balas calibre 7,62. O autor da gravação se impressiona com tantos disparos.

Imagens gravadas pela câmera de segurança de uma loja no bairro Guarani em Pedro Juan Caballero mostram a perseguição dos pistoleiros em dois carros à caminhonete F150 preta ocupada por Pedro Gimenez da Luz, 24, o Pedrinho.

Sobrinho do narcotraficante sul mato grossense Jarvis Gimenez Pavão, atualmente recolhido no Presídio Federal de Mossoró (RN), Pedrinho saiu ileso, mas seus dois seguranças ficaram feridos.

As imagens mostram o intenso tiroteio durante a perseguição. Segundo a perícia, pelo menos 90 tiros atingiram a caminhonete. Na carroceria, as balas provocaram grandes perfurações, mas a blindagem da cabine salvou os ocupantes.

Uma criança de 9 anos em um carro que passava pelo local levou um tiro na mão. Uma mulher que também circulava pelo local de moto levou um tiro na perna. As duas vítimas estão fora de perigo.

Os pistoleiros estavam em uma Chevrolet Blazer branca e numa Space Fox prata. Um comissário da Polícia Nacional afirmou que uma equipe de policiais tentou interceptar os carros, mas foi recebida a tiros alguns metros do local do atentado.

Em depoimento à polícia paraguaia, Pedro Gimenez acusou o bandido brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, o Minotauro, como mandante do atentado.

Policiais da fronteira afirmam que Minotauro quer eliminar familiares de Jarvis Pavão para dominar sozinho o tráfico de drogas e de armas na Linha Internacional. Outros parentes de Pedrinho estariam na lista de Minotauro para serem mortos.

Amigo de Gustavo Lima – Conhecido em Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, onde costuma frequentar baladas caras, Pedrinho Gimenez tem entre seus amigos famosos o sertanejo Gustavo Lima.

Em foto publicada em sua rede social, Pedrinho posa ao lado do cantor, a quem havia presenteado com um uísque de rótulo azul (21 anos).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions