A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

29/04/2019 20:40

Trio suspeito de estupro e corrupção de menores é liberado da prisão

Audiência de custódia foi realizada hoje (29) na 3ª Vara Criminal de Três Lagoas

Adriano Fernandes
Suspeitos sendo apresentados na delegacia, no último sábado (27). (Foto: Reprodução/JPNews) Suspeitos sendo apresentados na delegacia, no último sábado (27). (Foto: Reprodução/JPNews)

Foram liberados da prisão, nesta segunda-feira (29) os três suspeitos flagrados no último sábado (27) com três adolescentes, com idades entre 11 e 14 anos, em uma residência do Bairro Jardim Ipacaraí em Três Lagoas, cidade a 338 quilômetros de Campo Grande.

Dois deles eram acusados do crime de corrupção de menores e um, por estupro de vulnerável. Os jovens tem idades, entre 18 e 19 anos, e todos teriam mantido relações sexuais com as meninas. 

Eles irão responder aos processos em liberdade, depois que a soltura foi determinada pela juíza Daniela Endrice Rizzo em audiência de custódia realizada hoje (29), na 3ª Vara Criminal da cidade. 

O caso – Os suspeitos foram presos em flagrante no último sábado (27) quando policiais militares procuravam por uma das adolescentes, dada como desaparecida desde sexta-feira (26). O boletim foi registrado na 1ª DP (Delegacia de Polícia) de Três Lagoas.

Na casa onde eles estavam, no bairro Jardim Ipacaraí, zona oeste da cidade, duas adolescentes teriam pedido que a polícia entrasse, mas os autores não aceitaram. Os policiais tiveram que entrar no local pulando os muros.

No endereço, segundo o JP News, havia garrafas de cerveja, vestígios de consumo de maconha, embalagens de camisinha ainda lacradas e algumas já utilizadas. As meninas revelaram ter feito sexo com os suspeitos. A mais nova, inclusive, disse aos PMs que havia perdido a virgindade poucas horas antes.

Um dos rapazes disse que a casa foi cedida por uma tia, que não estava no local quando os policiais chegaram. Ao site do interior o pai da criança, disse se sentir "revoltado" com libertação dos acusados.

"Como é que pode isso? Os caras cometem um crime assim, e ainda pode ser soltos? Minha filha tem só 11 anos! E está provado que eles levaram as meninas para a casa", afirmou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions