A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

23/10/2017 10:56

Um ano após instalação, prefeitura manda retirar radares de semáforos

Empresa contratada pelo Detran tem 90 dias para retirar fotossensores dos cruzamentos e instalar no meio do quarteirão

Helio de Freitas, de Dourados
Radares foram instalados em outubro do ano passado em três cruzamentos da Marcelino Pires (Foto: Arquivo)Radares foram instalados em outubro do ano passado em três cruzamentos da Marcelino Pires (Foto: Arquivo)

Os radares instalados em três cruzamentos da Marcelino Pires, a principal avenida de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, terão de ser retirados pelo Detran e colocados no meio do quarteirão. A mudança é determinada por uma lei aprovada pela Câmara de Vereadores, sancionada pela prefeita Délia Razuk (PR) e publicada hoje (23) no Diário Oficial do Município.

De acordo com a lei, a partir de hoje fica proibida a instalação de novos fotossensores, conhecidos como pardais, nos semáforos da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. No caso dos equipamentos já instalados, a empresa responsável pela instalação terá 90 dias para adaptação dos radares no meio da quadra.

Autor do projeto de lei apresentado em junho deste ano e aprovado pela Câmara, o vereador Junior Rodrigues (PR) afirma que o objetivo é evitar motoristas sendo multados injustamente, principalmente quando são obrigados a liberar a pista para ambulâncias, viaturas do Corpo de Bombeiros ou outros veículos, cuja passagem é emergencial.

Pelo sistema atual, se o motorista avançar o sinal para dar passagem, é multado pelo “pardal”, instalado nos cruzamentos da Marcelino Pires com Presidente Vargas, Hayel Bon Faker e José de Alencar, ao lado do shopping da cidade. "Com a instalação no meio da quadra, a velocidade será mantida, não haverá prejuízo à fiscalização e não trará desconforto aos motoristas”, alega o vereador.

Já o diretor-presidente da Agência de Trânsito de Dourados, Carlos Fábio, afirma que os radares foram instalados através de um convênio assinado pela administração anterior com o Detran. Segundo ele, todo o valor arrecadado com as multas vai direto para o governo do Estado.

Os radares instalados nos três cruzamentos da Marcelino Pires multam o condutor que desrespeitar o limite de 50 km de velocidade e para em cima da faixa de pedestre. Para que os “pardais” fossem ativados, a Câmara de Vereadores teve de alterar uma lei da década de 90, que impedia a instalação desse tipo de equipamento em Dourados.

O equipamento possui câmera de visão ampla e estreita, o que permite o monitoramento completo do cruzamento. A visão estreita permite identificar a placa do veículo e a de visão ampla faz o monitoramento de todo o local, para analisar com clareza as infrações cometidas.

Pelo sistema atual, o condutor que avança o sinal vermelho até 20% acima do limite de 50 km por hora é multado em R$ 130,16. De 20% a 50%, a infração passa a ser grave e o valor salta para R$ 195,23. Acima de 50% da velocidade permitida a multa chega a R$ 880,41.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions