A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

10/11/2017 15:27

Vinte famílias ficam desabrigadas e prefeitura decreta emergência

Chuva que atingiu município na quarta-feira (8) deixou rastro de destruição e volume de água chegou a 150 milímetros

Guilherme Henri
Chuva alagou pelo menos 20 casas e atingiu 155 milímetros (Foto: Divulgação)Chuva alagou pelo menos 20 casas e atingiu 155 milímetros (Foto: Divulgação)

A prefeitura de Bonito – a 257 quilômetros de Campo Grande – decretou situação de emergência depois que aproximadamente 20 famílias ficaram desabrigadas devido ao volume de água das chuvas que atingiu 150 milímetros.

O decreto foi publicado no Diário Oficial dos Municípios desta sexta-feira (10) sendo que a chuva que alagou as casas aconteceu na quarta-feira (8).

Conforme decreto, estradas rurais ficaram comprometidas e diversas cabeceiras de pontes foram destruídas. Além disso, obras de contenção de enchentes foram danificadas, redes de drenagens comprometidas e pelo menos três pontes deverão ser reconstruídas, sem contar os prejuízos em residências particulares.

Água da chuva invadiu casas e moradores tentaram minimizar as perdas (Foto? Divulgação)Água da chuva invadiu casas e moradores tentaram minimizar as perdas (Foto? Divulgação)

Devido a decretação de emergência, todos os órgãos municipais passarão a atuar sob a coordenação do Comitê Municipal de Proteção e Defesa Civil, nas ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução.

O documento também autoriza a convocação de voluntários para reforçar as ações de resposta ao desastre e realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pelo desastre.

Ainda com o decreto, ficam dispensados de licitação os contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a reabilitação dos cenários dos desastres, desde que possam ser concluídas no prazo máximo de cento e oitenta dias consecutivos e ininterruptos, contados a partir da caracterização do desastre - vedada a prorrogação dos contratos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions