A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

09/09/2014 16:54

Interpol prende acusado de dar golpe em Bonito por lavagem de dinheiro

Eduardo Penedo
Empresário de Bonito é preso na Venezuela pela interpol. ( Foto: Divulgação Interpol)Empresário de Bonito é preso na Venezuela pela interpol. ( Foto: Divulgação Interpol)

O empresário Alexandre Alex Rodrigues Furtado, 44 anos, foi preso pela Interpol ( Polícia Internacional) , na sexta-feira (5) no estado de Anzoategui Dairy, na Venezuela. Ele é acusado de apropriação indébita, fraude e evasão fiscal. Furtado é proprietário da a Agência AR, que praticou estelionatos, apropriações indébitas, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro na cidade de Bonito.

Amanhã(10), às 16 horas, o delegado de Bonito Roberto Gurgel de Oliveira Filho irá fazer uma coletiva para esclarecer o caso.

Segundo o comissário geral José Gregório Sierralta,que comandou a prisão de Furtado, as investigações foram iniciadas por causa de um alerta enviado para a Interpol, no dia 15 de agosto. E a equipe da CICPC ( Policiais do Corpo de Investigações Científicas, Penais e de Investigações Criminais) o prederam quando estava em um hotel na marina do estado de Anzoategui Dairy, na Venezuela.

De acordo com as autoridades brasileiras, em janeiro deste ano, a empresa fechou suas atividades sem cumprir suas obrigações para com os clientes, colaboradores e fornecedores, causando milhões em prejuízos. O proprietário da organização não pagou impostos para a cidade, e adquiriu vários empréstimos com bancos locais nunca reembolsados ​​e fez contratos que causaram prejuízos a terceiros.

Ele acrescentou que os peritos da Divisão de Pesquisa CICPC Interpol conseguiu estabelecer uma pessoa com características semelhantes pedido."Imediatamente um monitoramento operacional e vigilância estática foi ativado por vários dias na Marinha desse hotel, que permitiu avistar o cidadão de nacionalidade brasileira, quando ele estava em um barco chamado Siroco, Branco que chegou há 15 dias em Porto Cruz, após a chegada em nosso país, do Brasil, onde ele foi abordado pela comissão de polícia e depois para o informar sobre os seus direitos, que procedeu à detenção, notando que era Alex Alexandre Rodrigues Furtado, "disse o comissário.

O comissário Sierralta disse que o prisioneiro foi transferido para a sub-delegação de Barcelona e, em seguida, transferido para Caracas para a Direcção da International Police CICPC em Carabobo Park, e, em seguida, foi colocado sob a custódia do Ministério Público de plantão no escritório flagrante delito e por sua vez para o Tribunal de controle correspondente a ser responsável pela execução do procedimento legal estabelecido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions