A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/01/2012 11:05

"Já sabe como é", diz Polícia sobre chavão de assaltante de postos de combustíveis

Fernando da Mata

Suspeito de cometer 21 assaltos em postos de combustíveis na Capital foi preso por policiais da Derf em Costa Rica

Suspeito foi apresentado nesta segunda-feira na Derf (Foto: João Garrigó)Suspeito foi apresentado nesta segunda-feira na Derf (Foto: João Garrigó)

Policiais da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos) prenderam o suspeito de cometer 21 assaltos em postos de combustíveis em Campo Grande.

Os principais alvos do ladrão foram um estabelecimento na avenida Manoel da Costa Lima e outro no bairro Pioneiros, entre os meses de setembro e dezembro.

Clayton Rogério Oliveira da Silva, 30 anos, foi preso na sexta-feira (13) em Costa Rica, distante 305 quilômetros de Campo Grande, e apresentado nesta segunda-feira (16) na Derf.

O delegado Fábio Peró relatou que o suspeito agiu sozinho nas dez últimas ações, entre novembro e dezembro, cinco em cada posto. Nos roubos anteriores, ele contava com a ajuda de um comparsa, que não foi identificado.

“Ele estava tão habituado que chegava nos frentistas e dizia ‘já sabe como é’”, afirmou Peró, que justificou também o motivo do ladrão não ter sido capturado antes. “Ele sumia muito rápido, pois morava perto da Depac Piratininga”, destacou.

O assaltante chegava em uma moto, rendia os frentistas com arma de fogo ou faca e roubava o dinheiro do estabelecimento. De acordo com o delegado, o suspeito roubava para comprar entorpecentes.

O último roubo aconteceu no dia 15 de dezembro. Depois disso, os policiais da Derf fizeram campana no posto durante duas semanas, mas o bandido não agiu mais por ali. Até que os serviços de inteligência e investigação da Polícia Civil localizaram Silva na casa da mãe, em Costa Rica.

O suspeito tem passagens por roubo e homicídio e cumpriu pena em regime fechado até março no Instituto Penal. Em entrevista, Silva negou ter cometido os assaltos, já que, segundo ele, estava trabalhando em Costa Rica desde o meio do ano.

Porém, de acordo com o delegado da Derf, o suspeito relatou que estava na cidade há apenas um mês, período exato desde o último roubo.

A Polícia Civil apreendeu apenas uma das três motos que eram usadas nos assaltos.

Silva ficará na carceragem da Derf até a conclusão das investigações.



Por que o bandido está de cabeça abaixada; fotos frontais e de lado deveriam ser publicadas, na hora do assalto o mesmo era valente, que a polícia mostre a cara desses sem vergonhas, que as Leis sejam revistas, que as penas sejam cumpridas integralmente, não pode haver benefícios, pois as vítimas não tem benefícios nenhum.
 
Nery Ribeiro em 16/01/2012 12:22:11
Os direitos humanos protegem eles,são inocentes. e mostrar o rosto pode atrapalhar eles (os bandidos) em futuros assaltos já que não ficam presos ,esse ai já deve ter alguem para defende-lo.
 
brito em 16/01/2012 01:05:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions