A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/03/2013 21:42

Jacini descarta pedir ajuda da Força Nacional para conter ataques

Nícholas Vasconcelos

O secretário de Segurança Pública, Wantuir Jacini, descartou neste sábado (16) pedir ajuda, pelo menos por enquanto, da Força Nacional para auxiliar no combate aos ataques em Campo Grande em Sidrolândia. Anteriormente, o chefe da Sejusp, havia cogitado a possibilidade de ajuda do Governo Federal caso fossem registrados novos ataques.

“A Polícia Civil e a Polícia Militar estão atendendo perfeitamente as nossas necessidades. Se houver necessidade, vamos pedir, mas até o momento não há”, afirmou Jacini.

A declaração foi dada durante a coletiva para falar sobre a prisão de Estevão de Oliveira Alves, 32 anos, acusado de ser o causador de seis incêndios entre a madrugada e a tarde de hoje. Ele já tinha passagens na Polícia por ameaça e perturbação ao sossego alheio.

Estevão é suspeito é acusado é de queimar a Toyota Hilux, o Gol, a camionete que vendia frutas na Praça das Araras, a Montana e dois caminhões tipo munk. Câmeras de segurança gravaram o momento em que Estevão incendiou a camionete Hilux e fugiu em seguida. Para a Polícia, ele confirmou ser a pessoa que aparece nas imagens.

Para conter os ataques, a Polícia começou uma mega-operação para cumprir 25 mandados de busca e apreensão. Até o momento, 8 pessoas foram presas por posse de drogas e porte de armas.

“A população pode se sentir segura e seguir sua rotina que a Polícia vai estar nas ruas e só vamos diminuir essas operações quando todas as vertentes estiverem concluídas, antes não”. Concluiu Jacini.

Ataques – A onda de ataques começou na madrugada de quarta-feira (13), quando uma carreta que estava estacionada na Praça do Rádio Clube foi atacada.

Na noite de quarta-feira, cinco carros que estavam estacionados próximos das Igrejas São José e Santo Antônio e na avenida Afonso Pena foram alvo dos bandidos. Eles tiveram as mangueiras de combustível cortadas e em seguida, incendiados.

Já na quinta-feira (14), duas motos que estavam estacionadas na esquina da rua 15 de Novembro com a Travessa do Padre, ao lado da Igreja Santo Antônio, tiveram as mangueiras de combustível cortadas.

Outras duas motos foram alvo dos ataques na noite de ontem. Uma delas estava estacionada na Travessa do Padre, no mesmo local da ocorrência na noite anterior, e outra em frente à Praça do Rádio Clube.

Na madrugada de hoje, um caminhão foi queimado na frente da delegacia de Polícia Civil de Sidrolândia.



Sr. Secretário para de tam par o olhos para a populaçao esta soferndo todos como essa coisa que esta repercutido
 
fabio marse em 17/03/2013 14:11:15
Sr. Secretário largue seu orgulho de lado e aceite a Força Nacional até quando teremos nossos carros incendiados. Por acaso o Governo Estadual vai ressarcir nossos danos?
 
Marcos Silva em 17/03/2013 07:33:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions