A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

18/06/2009 14:25

Jovem confessa assassinato da esposa em Naviraí

Redação

José João Canuto, 22 anos, confessou hoje ter matado a esposa Marines Rios, 24 anos, dia 14 de junho, em Naviraí, município distante 370 quilômetros de Campo Grande. A mulher foi assassinada com cinco facadas, porém, ele afirma que se lembra de apenas dois golpes.

O histórico do casal é de brigas. Em 02 de agosto de 2006 Marines procurou a delegacia de Polícia Civil da cidade para registrar boletim de ocorrência da agressão sofrida.

Na ocasião, eles estavam juntos há um ano e meio e o marido havia atingido Marines a golpes de martelo. Já em 10 maio de 2009 ela foi parar no hospital devido ao espancamento do marido.

Pouco mais de um mês depois Marines foi morta. No interrogatório de hoje cedo, ele afirmou à delegada Cláudia Angélica Gerei que os dois estavam separados e a mulher se recusava a entregar objetos que ele desejava.

Ele alegou que houve uma briga e que a mulher pegou a faca para matá-lo. Canuto disse ainda que conseguiu desarmar Marines e desferir duas facadas.

Entretanto, a perícia aponta que a mulher foi morta por cinco golpes. Testemunhas ouvidas no processo também afirmaram a briga ocorrida no dia do crime foi motivada por ciúmes.

Marines estava na casa do ex-marido quando Canuto chegou e pediu para que fosse à residência dela. Os dois filhos de Marines, um deles do casamento com Canuto, estavam na casa.

Ele alega que as crianças, de 2 e 4 anos, não estavam no local. Contudo, quando ele foi levar o filho de 2 anos para familiares cuidassem durante o período em que ficaria escondido, o garoto fez sinal de que o pai havia esfaqueado a mãe.

Canuto fugiu e foi decretada a prisão preventiva dele, que permanecerá preso. "Ele é frio e calculista", concluiu a delegada.

Mega-Sena sorteia bolada de R$ 33 milhões na noite deste sábado
A Mega-Sena pode pagar R$ 33 milhões a quem acertar as seis dezenas do concurso 1.989, que será sorteado nesta sábado (18), a partir das 19h (horário...
Justiça considera ilegal cobrança de taxa de religação de energia em MS
Decisão em primeira instância na Justiça Estadual considerou ilegal a cobrança de taxa de religação da energia em Mato Grosso do Sul. A decisão é de ...
Pesquisa quer saber opinião da população sobre farda de policiais
A PM (Polícia Militar) de Mato Grosso do Sul lançou nesta sexta-feira (17) uma pesquisa para saber a opinião da população sobre o fardamento utilizad...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions