A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

12/09/2013 13:49

Jovem que deu faca para menina matar aluna tem "ficha" de agressões

Elverson Cardozo e Graziela Rezende
Escola Estadual José Ferreira Barbosa fica na Vila Bordon, em Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio)Escola Estadual José Ferreira Barbosa fica na Vila Bordon, em Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio)

Investigadores da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) já identificaram a jovem que forneceu a faca para a adolescente de 16 anos, suspeita de matar uma aluna de 15 anos ontem (11), na saída da Escola Estadual José Ferreira Barbosa, na Vila Bordon, em Campo Grande. Trata-se de Dafni Ingrid de Lima, 18 anos, vulgo Tuty, que tem, em sua ficha policial, agressões à ex-madrasta e uma passagem pela Unei (Unidade Educacional de Internação).

Segundo a delegada titular da DPCA, Regina Márcia Rodrigues de Brito Mota, a jovem já esfaqueou, nos braços, pernas e na cabeça a ex-madrasta. A violência foi tamanha que o cabo da arma quebrou, mas, mesmo assim, ela continuou a espancar a mulher com o que restou, conforme a ocorrência registrada pela Polícia.

Participação direta? - Sobre a briga de ontem, que terminou com a morte de Luana Viera Gregório, a polícia ainda não sabe se Dafni teve participação direta na ação.

Nos quatros vídeos cedidos à polícia, por alunos, a agressora, de 16 anos, aparece sozinha, mas, segundo as investigações, a jovem de 18 anos, que não estuda na escola, tinha o costume ficar nas proximidades do colégio.

A hipótese mais provável é que ela tenha apenas fornecido a faca para a garota, mas a participação na hora da briga também não está descartada.

Entenda o caso – Luana Viera Gregório, 15 anos, morreu, nesta quarta-feira (11), na Santa Casa, em Campo Grande, depois de levar uma facada no abdômen, na saída da escola Estadual José Ferreira Barbosa, na Vila Bordon, em Campo Grande. Uma colega de sala, de 16 anos, é suspeita de cometer o crime.

De acordo com a Polícia Militar, Luana foi morta porque borrifou um perfume dentro da sala de aula. A agressora, de 16 anos, teria se irritado, porque é alérgica, e decidiu se vingar no final do expediente escolar.

Briga, que acabou em morte, aconteceu em frente ao colégio. (Foto: Marcos Ermínio)Briga, que acabou em morte, aconteceu em frente ao colégio. (Foto: Marcos Ermínio)

As duas brigaram e Luana acabou esfaqueada. A perfuração atingiu o fígado da adolescente, que chegou a ser socorrida, deu entrada no hospital às 12h40, mas morreu às 15h, após duas paradas cardíacas, segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa.

Segundo a polícia, a faca que a agressora utilizou foi fornecida por uma jovem de 18 anos, amiga da rival de Luana. Além da menina que morreu, outra adolescente, também de 15 anos, teria sido esfaqueada na perna, mas passa bem.

O crime foi considerado fútil pela polícia. As duas agressoras estão foragidas e o caso é investigado pela DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Polícia realiza buscas a jovens que mataram adolescente de 15 anos
A Polícia Civil já realiza diligências para encontrar a adolescente de 16 anos e uma adulta que teria emprestado a faca para a agressão em Luana Viei...
Filha de estudante morta ontem na saída de colégio completa 1 ano hoje
Lara Faria, filha da estudante Luana Vieira Gregório morta a facadas na escola ontem (11), faz um ano nesta quinta-feira (12). O que era para ser uma...


FALTA DEUS NO CORACAO DESSAS PESSOAS DESSAS ADOLESCENTES.
 
JOCIMAR MALAQUIAS DA SILVA em 16/10/2013 15:06:42
Cuide de seus filhos, com amor dedicação e carinho, evite essas violências a educação em primeiro lugar.
 
dalva Alves Oliveira em 14/09/2013 12:30:19
Para mim são todas da mesma laia, pois principalmente meninas brigando em escolas, onde estão os pais que não dão educação para seus filhos, a educação tem que sair de dentro de casa, a familia tem que ser o espelho da casa, se cria seus filhos de formas violentas não tem como os filhos ser diferente, e nem chorar o leite derramado, . Crie seus filhos com amor carinho e eduçação que vira o retormo, do contrario só decepção.
 
Dalva maria em 14/09/2013 12:26:18
Tudo bem que ninguem quer ver um filho morto por esse ou qualquer motivo, mas essa menina que morreu, estava sendo tao valente,agressiva espancando e humilhando a outra, imagine a raiva que a outra estava sentindo.nessa hora nem pensamos direito tamanha a raiva.nao que eu ache que ela mereceu morrer, mas vamos combinar, ela procurou. só sinto pela familia.
 
eronita carneiro em 13/09/2013 12:27:56
pelo visto a menina que morreu e quem esta batendo na outra. sei que não justifica mais muitos incentivaram a briga e agora muitos vão a imprensa lamentar uma coisa que poderia ser evitado no começo da briga, mais foi ao contrário.
 
João Luiz em 12/09/2013 21:57:13
Ninguém merece uma morte dessa, ainda mais aos 15 anos, mas me parece que ela não era essa santa toda não, no vídeo mostra ela intimando a autora pra briga e metendo a bicuda, se não fosse a outra delinquente entregar a faca, a acusada teria levado um pau!!!!! não devemos procurar, porque quem procura acha, infelizmente essa é a verdade!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
cristina gomes em 12/09/2013 15:56:10
Se duvidar o povo dos direitos humanos vai defender a assassina, dizendo que ela é vítima da sociedade, porque falta incentivos, falta educação, falta isso e aquilo. Nessa hora direitos humanos não lembra da família da menina que morreu por um motivo totalmente torpe. Matar por perfume borrifado? Afinal, que espécie de adultos essa nova geração está formando? o que os pais e escolas têm ensinado? quais os valores? apenas o do consumo, o do pode tudo? o do individualismo? O que falta é um Estatuto enérgico e não internação de no máximo 3 anos. O que falta é colocar esse jovens para trabalhar, hoje em dia tudo é proibido, tudo é trabalho infantil, não pode pôr de castigo, apenas conversar, porque senão fica traumatizado, não pode bater (porque é agressão). Estamos criando delinquentes.
 
rafael santos em 12/09/2013 15:07:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions