A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

05/06/2008 11:05

Juiz condena delegado por enriquecimento ilícito

Redação

O juiz da 2ª Vara Cível, José Carlos de Souza determinou a perda do cargo público e afastamento imediato do delegado da Polícia Civil de Dourados, Roberto Queiroz Coelho, e indisponibilidade de bens.

A decisão foi favorável a ação do Ministério Público Estadual, que em março de 2005 denunciou Queiroz por atos de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito.

Conforme denúncia,ele desviava recursos públicos repassados pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública e fazia partilha de bens apreendidos.

Em um dos episódios citados, após ser chamado para investigar um desaparecimento, o delegado teria se apropriado de R$ 24 mil em dinheiro, além de notas promissórias e veículos da vítima.

Sentença - O juiz determinou a perda de R$ 458.072,25 em valores pessoais do delegado, corrigidos monetariamente pelo IGPM desde março de 2005, acrescidos de juros de mora de 1% ao mês.

A Justiça definiu, inclusive, a indisponibilidade de três casas e um apartamento do delegado, localizados em Dourados e Londrina (PR), além de dois caminhões e duas camionetes.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions