A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

29/04/2008 18:12

Juiz mantém presos acusados de participação em esquema

Redação

O juiz Luís Carlos de Souza Ataíde, da 2ª Vara Criminal, acatou pedido da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual e decretou a prisão preventiva dos quatro servidores públicos acusados de participação em um esquema que beneficiava presos com saídas irregulares da Colônia Penal Agrícola de Campo Grande. Com a decisão, vão ser mantidos na cadeia Gilmar de Oliveira Figueiredo, Miguel Coelho, Ricardo Baís e Luiz Carlos dos Santos, esse último ex-diretor do presídio. Ele estão presos desde sexta-feira, provisoriamente, e o prazo vencia hoje.Na decisão, o juiz avalia que tanto a autoridade policial quanto o Ministério Público comprovaram a necessidade de manter os servidores presos. Um quinto servidor, o ex-diretor da Colônia Penal Agrícola, Livrado da Silva Braga, teve a prisão preventiva decretada já na sexta-feira,Conforme as investigações da Polícia Civil, Livrado recebia em mãos valores para beneficiar presos que saíam irregularmente da prisão. Parte apresentava cartas falsas informando que trabalhavam, com anuência dos diretores.No despacho que decreta a prisão preventiva, o juiz afirma que

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions