A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

29/03/2011 08:51

Julgamento sobre escutas em presídio federal volta hoje à pauta do CNJ

Aline dos Santos

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) pode retomar nesta terça-feira o julgamento do pedido de providências da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) prevendo limites na atuação dos juízes da execução penal em relação ao uso de gravações de áudio e vídeo das conversas dos detentos do Presídio Federal de Campo Grande.

O processo, que começou a ser julgado em 25 de janeiro, está na sessão de hoje. No último dia 15 de fevereiro, o tema também estava pautado, mas o julgamento não foi retomado devido ao adiantado da hora.

Em 2008, surgiram denúncias de gravações até de visitas íntimas dos presos. Desde então, o Campo Grande News acompanha o caso, denunciado por agentes penitenciários.

A OAB/MS denunciou o assunto ao CNJ e ao CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público). Em outubro do ano passado, os conselheiros do órgão relacionado ao MP decidiram arquivar o pedido de investigação. O entendimento da maioria foi de que não houve ilegalidade por parte dos procuradores.

A Justiça Federal defende as escutas e alega que até um plano de sequestro foi descoberto através delas. Revelado em 2008, o plano arquitetado pelo traficante Fernandinho Beira-Mar, de dentro da cela do Presídio Federal de Campo Grande, era para sequestrar um dos filhos do então presidente Lula.

O crime custaria US$ 500 mil e seria financiado por um pool de criminosos, incluindo o traficante colombiano Juan Carlos Abadia e José Carlos Girotti, preso por assalto ao Banco Central.

CNJ adia mais uma vez julgamento sobre escuta no presídio federal
Foi adiada,mais uma vez, a votação no CNJ (Conselho Nacional de Justiça) do pedido de providências da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato G...
Para Conselho, uso de escutas no presídio pelo MPF não teve ilegalidade
Órgão arquivou processo movido pela OAB contra procuradores de MSO CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) arquivou o processo em que a OAB (O...
OAB denuncia juízes de MS e PR por escutas em presídios
O Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) ingressou ontem no CNJ (Conselho Nacional de Justiça) com reclamações disciplinares contra ...
Juiz manda lacrar equipamentos de escutas em presídio
O juiz federal da 5ª Vara e corregedor da Penitenciária Federal de Campo Grande, Dalton Igor Kita Conrado, determinou que os equipamentos de gravação...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions