A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

30/05/2011 20:03

Justiça manda Oi pagar R$ 500 a cada cliente mal atendido

Paula Maciulevicius

Esperar para ser atendido e a transferência para outro setor em caso de cancelamento são principais problemas apontados em inquérito

Consumidores insatisfeitos com o atendimento do SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) da empresa de telefonia Oi podem receber R$ 500 reais. O valor corresponde a multa empregada pelo MPE (Ministério Público Estadual) a Oi devido ao mau funcionamento do Serviço.

O MPE e o Procon estão orientando os consumidores que estiverem insatisfeitos a procurar pelo que é garantido através da liminar proferida na ação coletiva de consumo proposta pela 43ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor contra a empresa de telefonia.

Os principais problemas enfrentados pelos consumidores e constatados no inquérito do Ministério Público é em relação ao tempo máximo de espera na linha, cliente transferido para outro atendente quando quer cancelar o serviço e quanto ao acesso e envio do conteúdo do histórico das demandas do consumidor.

O Procon já está realizando uma estratégia de atendimento visando encaminhar ao juízo os requerimentos dos consumidores lesados pelo atendimento. Para os clientes realizarem a reclamação e ter o valor da multa é preciso anotar, ao final do atendimento pelo SAC, o número do protocolo para que seja possível comprovar a alegação.

Depois disso o consumidor insatisfeito deve acionar o Procon, para um atendimento prévio, através do telefone 151.

Caso - O MP alega que, por meio de inquérito civil foi apurado que a Oi não estaria cumprindo as normas gerais sobre o SAC, que estão em vigor desde o dia 1º de Dezembro de 2008.

Em testes efetuados, foi constatado que a empresa não vem cumprido as determinações relativas à: tempo máximo de espera; proibição do consumidor ser transferido para outro atendente quando quer cancelar o serviço; acesso e envio do conteúdo do histórico das demandas do consumidor.

Ao analisar o processo, o juiz Amaury da Silva Kuklinski, deferiu o pedido de liminar de antecipação dos efeitos da tutela, para que a empresa requerida cumpra todos os comandos do Código de Defesa do Consumidor, sob pena de aplicação de multa de R$ 500 reais por evento.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


Hoje fiquei mais de dez minutos esperando o atendimento, e desisti. Embora o judiciário tenha deferido liminar de antecipação de tutela, acho que a multa ainda é muito baixa, uma vez que nada mudou no atendimento a não ser a voz do atendente.
A demora é absurda! Continuam menosprezando o consumidor. Quando começar a doer realmente no bolso da empresa, aí sim a coisa vai mudar. Reclamem !!!
 
Flavio Costa da Silva em 06/12/2011 01:16:51
Nessas últimas semanas temos visto que os direitos dos consumidores do nosso Estado estão sendo reconhecidos pelo Poder Judiciário, trazendo conseqüências benéficas para todos nós. Esperamos que continue assim, reafirmando os princípios do Código de Defesa do Consumidor.
 
CHRISTOPHER PINHO FERRO SCAPINELLI em 31/05/2011 09:34:56
Enfim! Algo para essa operadora começar a respeitar os seus clientes.
 
Marcelo Rodrigues Marin em 31/05/2011 09:02:46
Quem sabe isso não faça com que as operadoras comecem a atender melhor os clientes.
Finalmente justiça é feita
 
Dennis Pereira Junior em 30/05/2011 10:00:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions