A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

28/02/2008 14:15

Laudo sobre morte de mulher fica pronto em 10 dias

Redação

Deve ficar pronto em 10 dias o laudo do IML (Instituto Médico Legal) indicando a causa da morte de Karinelly Ferreira de Oliveira, 26 anos, cujo corpo foi encontrado no fim da tarde desta quarta-feira em um imóvel no Jardim Paulista, em Campo Grande.

Preso por esconder o corpo de Karinelly, Aldo Além Rodrigues, 18 anos, disse que ela morreu após ter um ataque epilético no dia 19 deste mês. Ele não acionou os órgãos competentes para as devidas providências. Com o laudo, a polícia irá saber se ele diz a verdade ou se a mulher foi assassinada.

Aldo foi preso por policiais da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) quando tentava levar para outro local o corpo de Karinelly, que estava dentro de uma caixa de papelão, envolta a plásticos e com os braços amarrados. Ele foi autuado pelo crime de ocultação de cadáver, que prevê pena de um a três anos de prisão.

O imóvel onde o corpo foi encontrado está em registrado em nome da Federação de Pankration Athlima de Mato Grosso do Sul, que segundo a polícia, não tem relação com a morte. A Federação foi declarada de utilidade pública em 2002 pelo deputado estadual Pedro Teruel (PT).

Apesar de estar em nome da Federação, a instituição não funciona no local, que é usado por usuários de drogas. O Pankration é uma luta marcial semelhante ao vale-tudo.

Segundo o professor de Pankration, Jemerson Souza Leite, 24 anos, a modalidade é uma luta grega considerada uma das mais antigas ainda existentes. Possui técnicas de luta em pé, projeção e imobilização e finalização no chão.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions