A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/10/2013 11:15

Lei deve reduzir preço e campanha quer popularizar uso de protetor

Viviane Oliveira
Deputado Márcio Fernandes e a médica Melina Quintella, durante o lançamento da campanha na manhã de hoje. (Foto: Viviane Oliveira) Deputado Márcio Fernandes e a médica Melina Quintella, durante o lançamento da campanha na manhã de hoje. (Foto: Viviane Oliveira)

Depois de passar de cosmético para medicamento os protetores, filtros solares e bronzeadores tiveram uma redução na alíquota de 60% para 33%. A informação foi na manhã de hoje durante o lançamento da campanha “Lei do protetor solar” na Assembleia Legislativa de Campo Grande.

No dia 1º de setembro, entrou em vigor, a redução tributária dos produtos considerados protetores solares. Em 2008, ao vigorar a lei 3.495 criada pelo deputado estadual Márcio Fernandes (PT do B), o protetor deixou de ser escalado como cosmético, entrando para a relação de medicamentos com isenção ou redução tributária.

Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a médica Melina Quintella, disse que a maior incidência de câncer de pele acontece nas pessoas com mais de 40 anos. “O protetor solar deve ser utilizado por todos, a partir dos 6 meses de idade”, diz, acrescentando que a lei vai beneficiar desde uma criança até um idoso.

Segundo dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer), o centro-oeste tem os maiores números de casos de câncer de pele, a cada 100 mil homens a incidência é em 124. Nas mulheres a cada 100 mil, a incidência é de 109. O protetor solar diminui em até 80% a ocorrência de raios solares na pele.

Para divulgar a lei, a equipe do deputado Marcio Fernandes vai estar sábado a partir das 8h na avenida Afonso Pena, em frente a Praça Ary Coelho, entregando panfleto com várias orientações e amostras grátis de filtro solar.

A partir de agora, o produto essencial para prevenção do câncer de pele, tem na base de cálculo do ICMS uma margem de valor agregado (MVA) reduzida de 60% para 33,05%, que diminuirá consequentemente o valor do produto para as farmácias e consumidores.

“A população vai perceber a redução de preço”, afirma o diretor da Rede São Bento, Luiz Fernando Buainain, que também participou do lançamento da campanha.

Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...


Eu não sou especialista em pele, mas acredito que o uso do protetor solar não impede a absorção total dos raios solares, prejudicando a formação de vitamina D. O uso do protetor solar (não o bloqueador) protege contra a ação da UVA e UVB, altamente prejudiciais à saúde de nossa pele.
 
Renato Antônio Barbosa em 04/10/2013 08:16:43
Aos prezados cidadãos, que como leigos não tem obrigação de saber, mas já está provado que o uso de Filtro solar não prejudica a fabricação de vitamina D, que já é sintetizada com apenas alguns minutos de exposição solar em uma pequena área corporal . Portanto, como preconizado, o equilíbrio até nos comentários é importante, e antes de emiti-los é bom ter um pouco de fundamentos !!!!
 
FABIO ROISMANN TIMONER em 04/10/2013 08:09:41
E a vitamina D??
Parabéns a dermatete e ao digníssimo deputado!
 
Cláudio Fonteles em 03/10/2013 14:50:12
Luiz Fernando, gostei do seu comentário. Tudo em nossa vida depende de equilíbrio. A prórpia natureza é exemplo, mas o homem em sua ganância, desvia o foco, "puxando a brasa p/ sua sardinha". Outro ex. é o fluor que é refugo da indústria e, para o dono não perder nada, enfiou guela abaixo a necessidade de fluor ná água. Nos protetores solares há ingredientes que prejudicam nossa saúde também. Está provado que tudo na vida tem prós e contras; custo/benefícios. è provado que o sol das 1ªs horas da manhã são fundamentais p/ a saúde do ser humano e, sem nenhum impecílio à sua absorção. Aprendamos o equilíbrio em tudo.
 
GLáucia Chaves Brito em 03/10/2013 14:46:15
Precisava baixar o ICMS geral do nosso estado, estamos ficando ilhados pois tudo que chega aqui chega com um valor absurdo devido ao ICMS, as empresas deviam subir os salarios de todos os trabalhadores em 17% para compensar tudo que precisamos de comprar e chega com o preço abusivo.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 03/10/2013 14:14:21
O governo deveria esclarecer a população de que a exposição ao sol é benéfica pois previne a deficiência de vitamina D, importante na calcificação dos ossos e na prevenção de outras doenças malignas que apresentam incidência maior em nossa população. Vivemos uma epidemia de deficiência de vitamina D, desde as crianças até os mais idosos. A industria de cosméticos cria um alarde enorme para vender protetores, já que o sol, a melhor fonte de vitamina D é de graça. Devemos nos proteger do excesso, mas as campanhas dizem que devemos evitar ao máximo esta exposição, criando um clima de terror ao sol. Atualmente só se anda de carro ou ônibus, nunca a pé. Nossas crianças não brincam na rua, ficam dentro de casa no computador. Sem sol, sem vitamina D.
 
Luiz Fernando da Fonseca Sismeiro em 03/10/2013 11:56:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions