A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/03/2010 12:14

Lei Maria da Penha: 80% das mulheres são de classe baixa

Redação

Levantamento da Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher revela que 80% das vítimas são de classe baixa (pobres). Mas também atinge outras classes sociais, como 15% de classe média baixa, 4% de média alta e 1% da classe alta.

De 26 de novembro de 2006 a 19 de fevereiro deste ano, a unidade recebeu 25.939 ações. Segundo o Tribunal de Justiça, 4.822 se referem a procedimentos criminais.

As ocorrências mais comuns são lesão corporal grave e leve, vias de fato, violação do domicílio e injúria. Mas também ocorrem ações por estupro, seqüestro, coação no concurso do processo, tortura e cárcere privado.

Para o juiz substituto da Vara de Violência Doméstica, Thulio Marco Miranda, os avanços são significativos com a Lei Maria da Penha, mas não são capazes de resolver todas as situações.

"Alguns conceitos e padrões masculinos de brutalidade e desrespeito à mulher ainda se encontram arraigados em boa parcela da população e a solução para tanto foge do campo jurídico", afirmou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions