ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  18    CAMPO GRANDE 16º

Cidades

Leilão teve 18 lotes embargados minutos antes do pregão

Por Redação | 13/08/2008 11:16

Momentos antes do início do 1º Leilão da Vara de Lavagem de Dinheiro do Estado, 18 dos 73 lotes foram embargados e consequentemente retirados da lista. Entre os lotes embargados estava um condomínio com nove apartamentos no Bairro Cidade Jardim, em Campo Grande, e uma mansão no Nasa Park, em Jaraguari. O leilão aconteceu auditório do prédio da Justiça Federal de Mato Grosso do Sul.

Foram quase 3 milhões a menos do total de R$ 19,7 milhões divulgados pela desembargadora federal Marli Ferreira, presidente do TRF (Tribunal Regional Federal, da 3ª Região).

De acordo com a empresa Serrano, responsável pela realização do leilão, todos os lotes estão livre de impostos como IPTU e IPVA e hipotecas junto a bancos, porém o arrematados arca com multas e com os custos da transferência.

O arrematador tem que pagar na hora 5% do valor do lance final para o leiloeiro e tem 15 dias para pagar o valor do lote. Mas tomar posse do produto arrematado somente após a liberação da justiça que pode levar de um a 50 meses, informou Maria Fisher, leiloeira.

Já no caso dos imóveis ocupados, a responsabilidade pela desocupação é de quem arrematou.

Nos siga no Google Notícias