A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

17/04/2009 16:07

Liminar garante volta ao trabalho de 30% dos vigilantes

Redação

O desembargador federal do trabalho, Amaury Rodrigues Pinto Júnior, acolheu o pedido de liminar feito pela empresa de segurança Sebival para que se garanta o mínimo de funcionários trabalhando durante greve deflagrada por seguranças particulares.

Com a decisão, pelo menos 30% devem permancer em atividade para que a manifestação não provoque o fechamento dos bancos.

Em sua decisão o desembargador disse que a paralisação total dos "serviços prestados pelos vigilantes, como estava sendo feita, prejudica o funcionamento das agências bancárias e, portanto, coloca em crise necessidades inadiáveis da comunidade, principalmente porque a população necessita usar os bancos para receber salários e pagar contas".

No pedido a empresa queria que 70% dos funcionários voltassem ao trabalho, porém o desembargador determinou que apenas 30% voltem às atividades. Caso o sindicato dos vigilantes não cumpra a decisão, ficará sujeito a uma multa de R$ 5 mil por dia.

Neste momento, a classe patronal está reunida para decidir sobre o pedido dos trabalhadores, que querem 18% de aumento mais um adicional de 30% por exercerem uma atividade de risco. Até hoje, os patrões não sinalizaram com a possibilidade de atender as reivindicações da classe.

A Sebival é a maior no ramo de segurança privada, mas a liminar também deve ser válida para as demais empresas do setor.

STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
UFGD oferece vagas em 36 cursos de graduação pelo Sisu
A UFGD (Universidade da Grande Dourados) está ofertando 944 vagas em 36 cursos de graduação para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada). As inscrições...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions