A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

07/11/2013 14:56

Lotérica reage à onda de assaltos e restringe horário para receber conta

Viviane Oliveira
Casa lotérica do Jardim dos Estados, que fica no Comper, avisa sobre a redução de horário. (Foto: Cleber Gellio)Casa lotérica do Jardim dos Estados, que fica no Comper, avisa sobre a redução de horário. (Foto: Cleber Gellio)

Por conta da onda de assaltos, algumas casas lotéricas, em Campo Grande, reduziram desde o dia 1º deste mês o horário para recebimentos de contas e depósitos. Segundo o presidente do Sindicato das Casas Lotéricas de Mato Grosso do Sul, Ricardo Amado Costa, o motivo para redução no horário são dois: segurança e rentabilidade.

Até agora pelo menos duas lotéricas, do Shopping Campo Grande e do Comper Jardim dos Estados, aderiram ao novo horário. No entanto, a mudança de horário já é uma realidade no Estado, afirma Ricardo.

A casa lotérica do Jardim dos Estados, por exemplo, abria das 8h às 20h. Agora, quem quiser fazer o pagamento ou depositar no local tem até às 17h. Além da redução, o estabelecimento também está fechando as portas mais cedo, às 19h. “A redução do horário envolve várias questões, mas a principal é a segurança”, diz o proprietário, Sérgio Rocha.

No dia 11 de setembro, dois bandidos foram mortos em confronto com um policial militar a paisana, durante assalto em plena luz do dia na casa lotérica na Rua da Divisão, no bairro Parati.

Apesar de ter sido alvo de bandidos por duas vezes, a proprietária da casa lotérica na Rua 7 de Setembro, Creussi Callejasa, diz que por enquanto não vai aderir ao novo horário. “Ainda não posso me dar ao luxo de dispensar clientes”, destaca, acrescentando que há 5 anos mantém a lotérica no local.

Sérgio, proprietário da lotérica do Jardim dos Estados, diz que segurança é um dos motivos para a mudança. (Foto: Cleber Gellio)Sérgio, proprietário da lotérica do Jardim dos Estados, diz que segurança é um dos motivos para a mudança. (Foto: Cleber Gellio)

Para Ricardo, a rentabilidade não justifica o risco que o lotérico corre ao fechar as portas mais tarde. “A lotérica foi criada para vender jogos e não receber contas e depósitos” argumenta. Ele explica que a redução do horário é uma decisão que partiu dos próprios empresários.

Cada lotérica tem direito a um transporte do carro forte, pago pela CEF (Caixa Econômica Federal), que passa recolhendo o dinheiro do dia sempre no final da tarde.

Quem quiser mais uma viagem tem que pagar pelo serviço. “O certo seria os lotéricos entrarem em um acordo e fechar todos no mesmo horário. Geralmente as lotéricas do Centro funcionam das 8h à 18h, horário comercial”, destaca Nelson Devicari, proprietário há 27 anos de uma casa lotérica na Rua 14 de Julho com a 7 de Setembro.

A lotérica do Shopping Campo Grande começa atender às 10h e recebe contas e depósitos até às 17h. "Tem cidade que o estabelecimento fecha para pagamento às 16h, finaliza Sérgio.



Não vai adiantar nada....os ladrões só vão assaltar mais cedo!!
 
clovis araujo em 07/11/2013 21:42:50
ainda vai chegar uma época que nós ñ poderemos mais sair,trabalhar,ir a escola,pagar contas,ir ao banco,dirigir, comer um lanche, espera ai esse dia já chegou e nós ñ nos atentamos pra isso.
nós somos os bandidos, estamos reclusos em casa e com medo até de passarinho quando faz barulho no telhado,isso é o fim.
 
valdenir nunes em 07/11/2013 18:56:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions