A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

11/09/2009 10:48

Manifestantes protestam em Brasília pelo Cerrado

Redação

A Esplanada dos Ministérios foi palco na manhã de hoje (11) da passeata Grito do Cerrado, que reuniu mais de mil pessoas em defesa da preservação do meio ambiente e do monitoramento do bioma.

A passeata é uma das atividades programadas no 6° Encontro Nacional e Feira dos Povos do Cerado, que começou no dia 9 e termina no o próximo domingo (13).

Os participantes do encontro iniciaram a manifestação às 8h30 concentrados em frente à Catedral. Índios de sete etnias rue vivem no Centro-Oeste do país participaram da tradicional Corrida de Toras. Eles levaram até a Câmara dos Deputados duas toras de madeira contendo propostas para a conservação do bioma e de sua cultura.

Além da preservação do Cerrado, o encontro reivindica a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 115/95 que propõe o reconhecimento da Caatinga e do Cerrado como patrimônios nacionais, assim como a Amazônia. A proposta tramita há 14 anos no Congresso.

Ontem, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, informou que no Brasil, desmata-se uma área de 20 mil quilômetros quadrados de Cerrado a cada ano. Isso corresponde ao dobro do que é desmatado na Amazônia.

"Não faz sentido um bioma brasileiro ser patrimônio nacional enquanto outros não. Essa passeata serve para dar voz a esses povos [do Cerrado] que estão aqui e que querem ser ouvidos", disse Isabel Figueira, membro da coordenação Rede Cerrado, entidade que promove o evento.

No final da manhã, os manifestantes deixaram o gramado do Congresso e seguiram em marcha até a Rodoviária de Brasília.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions